Home > Artigos > O que diferencia os principais tipos de vidros?

30.09.2021

O que diferencia os principais tipos de vidros?

É possível encontrar diversas diferenças entre os principais tipos de vidros, de modo que a escolha por uma ou outra tecnologia dependerá das necessidades dos usuários e finalidade da aplicação. Dentre os modelos mais utilizados na arquitetura, destacamos os vidros de segurança (laminado, temperado e aramado), vidro insulado, vidro texturizado, vidro serigrafado, etc. Acompanhe esse artigo e saiba o que diferencia os principais tipos de vidros do mercado e suas utilidades.

Conheça os principais modelos de vidro e suas diferenças

A indústria do vidro oferece dezenas de modelos de vidros aos usuários, com características particulares para suprir utilidades específicas. Como sempre destacamos, para cada aplicação existe um tipo de vidro com características específicas para aquela finalidade. Além disso, na arquitetura é preciso se atentar as normas da ABNT, que, dentre outros, dita qual tipo de vidro utilizar em determinada estrutura. Conheça abaixo o que diferencia os principais tipos de vidros e suas particularidades.

Vidro comum: É o modelo mais popular do mercado, pois é mais acessível e possui transparência elevada – porém, pode receber coloração através de beneficiamentos. Apesar de mais barato, os vidros comuns não podem ser utilizados em todas as aplicações, segundo dita a ABNT. Vale destacar que o vidro comum serve como base para a fabricação da maioria dos vidros que serão comentados no decorrer desse texto.

Vidro laminado: O vidro laminado merece destaque em nosso artigo sobre ‘o que diferencia os principais tipos de vidros’. Isso acontece porque o modelo possui propriedades elevadas de resistência e proteção – até mesmo depois de estilhaçado, pois o vidro laminado mantém os fragmentos de vidros suspensos a si em caso de acidentes seguido de quebra – um dos motivos pelo qual é considerado vidro de segurança.

Vidro temperado: O vidro temperado também é classificado como vidro de segurança devido às suas características de proteção e resistência – inclusive à choques térmicos. Devido ao modo de fabricação, o vidro temperado se resfria com suas moléculas tensionadas, cenário que faz com que o modelo seja em média cinco vezes mais resistente que um vidro comum com as mesmas dimensões; sua resistência abrange impactos, flexão, torção, dentre outros.

Vidro aramado: Dando continuidade ao nosso artigo sobre o que diferencia os principais tipos de vidros, o aramado é o terceiro modelo de vidro de segurança da nossa lista. Além das qualidades de proteção e capacidade de manter os fragmentos de vidro preso a si (como os vidros laminados), o vidro aramado possui uma malha metálica visível em sua massa, trazendo singularidade ao modelo.

Vidros texturizados: Também denominados de vidro fantasia, o vidro texturizado, como o próprio nome indica, possui texturas em sua superfície. São diversas texturas disponíveis que interagem, principalmente, com a estética da peça, oferta de privacidade e funcionalidades das estruturas; por esse motivo são muito utilizados em portas, janelas e divisórias de ambiente.

Vidros coloridos: Nessa categoria podemos destacar os vidros coloridos na massa e os vidros serigrafados. O vidro serigrafado – a quente ou frio – ganha uma pigmentação especial depositada na superfície da placa; dessa forma impede a visão do outro lado. Já os vidros coloridos na massa oferecem transparência e adquirem sua coloração através de óxidos adicionados na massa vítrea.

Vidro duplo: É de extrema importância saber o que diferencia os principais tipos de vidros, pois isso possibilita a aplicação do modelo correto para satisfazer uma necessidade específica. O vidro duplo possibilita a combinação de tecnologias do vidro em uma mesma aplicação, pois utiliza duas ou mais placas de vidro em sua estrutura.

Vidro acústico: Os vidros acústicos criam ambientes confortáveis, pois são equipados com películas especiais que barram determinadas frequências sonoras. São indicados, principalmente, para compor edificações próximas de áreas de intensos ruídos, como autódromo, aeroportos, regiões de rodovias, etc.

Vidro de controle solar: Para finalizar nossa lista sobre o que diferencia os principais tipos de vidros, os vidros de controle solar são indicados para portas, janelas, telhados, coberturas e outras aplicações do segmento. O modelo possui tecnologia que impede entrada de grande parte da radiação solar, permitindo a criação de ambientes termicamente agradáveis e valorização de toda edificação.

Lembramos que o mercado fabrica diversos outros tipos de vidros, como o vidro espelhado, fotovoltaico, vidro inteligente, autolimpante, dentre outros. Por esse motivo é interessante contar com consultoria especializada de profissionais que sabem o que diferencia os principais tipos de vidros, pois dessa forma é possível harmonizar a sua necessidade à um modelo comercializado pelo mercado.

FAQ – Perguntas e Respostas

Qual a diferença entre o vidro temperado e o comum?

O que diferencia o vidro temperado e o comum é a resistência elevada e fragmentação segura dos vidros temperados. O modelo é, em média, cinco vezes mais resistente que o vidro comum; além disso, o vidro temperado não oferece grandes riscos ao se fragmentar, diferentemente do vidro comum.

Qual é o vidro mais resistente?

O vidro temperado é, na média, cinco vezes mais resistente que um vidro comum de dimensões semelhantes, o que o torna o vidro mais resistente dentre os principais tipos de vidros. Entretanto, é preciso destacar que a indústria produz vidros especiais, como o AM-III, considerado o vidro mais resistente do mundo.

 

 

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Conheça nossa Política de Privacidade.