Home > Artigos > Vidro termocrômico

05.12.2019

Vidro termocrômico

Vidro termocrômico

O vidro termocrômico interage de maneira natural com a luz do sol, alterando sua cor conforme é submetido ao calor, de modo que, quanto maior a incidência dos raios UV, mais escuro os vidros termocrômicos se apresentam. A alternância de cor dispensa a necessidade de energia elétrica ou a influência humana e/ou mecânica.

Os vidros termocrômicos estão se popularizando dentre os modelos de vidros com essa característica. Essa tecnologia ainda é recente, mas diversas empresas do segmento já apostaram nessa novidade e com um pouco de pesquisa é possível encontrar modelos de vidro termocrômico disponíveis em várias cores e tamanhos.

Além do mais, esse modelo de vidro promete virar tendência num futuro próximo, pois além de funcional, gera economia financeira, já que exige pouquíssima manutenção, desobriga o uso de energia elétrica para funcionar e aproveita o máximo possível da luz natural, dispensando o uso de iluminação artificial.

Se combinado com outras tecnologias, os vidros termocrômicos podem proporcionar conforto acústico e alívio térmico, oferecendo ainda mais funcionalidades e economias ao usuário. Interessante não?

Os vidros termocrômicos podem auxiliar na criação de um ambiente com iluminação equilibrada e com muito conforto, interagindo positivamente com nosso corpo e proporcionando bem estar geral. Vamos entender como esse vidro inteligente funciona.

Do transparente ao notório – O vidro que muda de cor

Enquanto é dia a transparência dos vidros termocrômicos se adapta ao movimento da luz do sol. Na noite, o vidro dorme transparente, oferecendo a visão singular do céu estrelado e os desenhos das nuvens. Durante o ano todo o vidro termocrômico se mantém em sintonia com as condições climáticas e oferece funcionalidades singulares aos usuários.

Não por acaso o vidro termocrômico abocanhou seu espaço no segmento arquitetônico, utilizado, geralmente, em grandes projetos e elementos envidraçados arrojados. Abaixo listamos algumas das principais aplicações do vidro termocrômico:

– Portas;

– Janelas;

– Envidraçamento de sacadas;

– Fachadas envidraçadas;

– Clarabóias;

– Vitrines de lojas

Vale lembrar que, como dispensa o uso de eletricidade para funcionar, esse vidro também não precisa de manutenções rotineiras, nem conexões elétricas e/ou fiações.

Como é feito

O vidro termocrômico é fabricado a partir da utilização de uma película especial disposta na superfície do vidro. Essa película possui em sua composição o elemento denominado de Vanádio (VO2), responsável por alternar a cor da película de transparente para translúcido conforme é provocado pelo aumento de temperatura do espectro solar.

Quando os raios infravermelhos tocam o vidro, a película de vanádio absorve o calor, se tornando escura. Quanto mais quente, mais escuro esse vidro ficará. Vale lembrar que a composição do vidro termocrômico (laminação e película PVB) oferece barreiras parciais para transposição do calor, além de que, a quantidade de iluminação do local dependerá das cores de vidros utilizados.

Essa película pode ser aplicada em praticamente toda a classe dos vidros, transformando qualquer vidro especial – como os vidros laminados e temperados – em um vidro termocrômico. Este cenário é uma das apostas do segmento vidreiro para fundamentar a popularização do vidro termocrômico num futuro próximo.

Aliás, a possibilidade de combinar a termocromia com as tecnologias de outros vidros é uma saída para anular uma leve deficiência causada pelo Vanádio (VO2). Esse metal atribui índices de isolamento medianos à película termocrômica. A utilização de vidros especiais (como o Low-e ou vidro duplo, por exemplo) contornaria essa deficiência.

Vantagens do vidro termocrômico

Como visto, os vidros termocrômicos possuem potencial e chegaram para ficar. Abaixo listamos mais algumas curiosidades e vantagens do vidro termocrômico.

– As películas especiais podem ser fabricadas em larga escala e despachadas para o mundo todo;

– Quando utilizada a tecnologia correta, este modelo é capaz de reduzir até 43% o consumo de eletricidade;

– O vidro termocrômico é considerado um tipo de vidro privativo;

– Como não utiliza fios ou fontes de alimentação, é de fácil instalação e evita manutenção constante;

– Tendo em vista as finalidades das aplicações, os vidros termocrômicos precisam ser laminados ou vidro duplo laminado;

– Mesmo escuro, permite a passagem de luz para dentro dos ambientes;

– Possibilita melhor aproveitamento da luz natural;

– Podem ser encaixilhados ou acomodados em qualquer tipo de esquadria, inclusive as deslizantes, pois como já dito, não utilizam fiação;

– São habilitados a participar de projetos arquitetônicos de edificações inteligentes e amigas da meio ambiente;

– A luz natural eleva a qualidade de vida dos usuários, melhora a saúde e interage positivamente com o humor, sono e metabolismo de todos.

Todas essas vantagens habilita o vidro termocrômico a se transformar em tendência rapidamente, pois diminuem o custo final do modelo e o torna uma alternativa inteligente para equipar seu ambiente.

E ah! Antes que nos esqueçamos, conheça também as particularidades do vidro polarizado, outro modelo de vidro inteligente querido pela indústria vidreira e pelos segmentos da arquitetura e construção civil.