Dicionário do Vidro

Glazing

Tipo de fachada onde os vidros são colados em caixilhos especiais, do lado de fora de uma estrutura ou edificação. Nesse tipo de fachada, as junções entre as folhas de vidro são praticamente imperceptíveis. O glazing normalmente é aplicado em revestimento de fachadas inteiras.

No Glazing, o vidro é colado com silicone estrutural nos caixilhos. O selante se torna um elemento estrutural, aderindo aos suportes (caixilhos) e transferindo à estrutura toda a carga aplicada sobre a fachada de vidro. O selante também garante a estanqueidade, elasticidade e permite a dilatação e/ou contração do vidro sem apresentar consequências negativas.

Por compor as fachadas, o envidraçamento glazing é uma ótima solução para ser associado ao vidro refletivo, que além de características térmicas, ainda não permite que os caixilhos sejam vistos facilmente, muito menos que a estrutura do edifício fique a vista, como pilares e vigas.

Além do mais, com a técnica do glazing, o ambiente externo oferece alívio visual e o ambiente interno ganha em privacidade.

Entretanto, vale lembrar que o glazing também pode ser fabricado a partir de chapas de vidro float, vidro extra clear ou vidro colorido. As folhas de vidros podem ser beneficiadas no forno de têmpera ou com a laminação, além de outros tipos de revestimentos. Outra vantagem é que o envidraçamento pode ocorrer com vidros insulados duplos ou com folhas triplas.

A técnica Glazing é uma tecnologia inovadora, trazida da Europa em meados dos anos 70, que objetiva deixar as fachadas das edificações mais leves e limpas ao esconder do campo de visão as estruturas metálicas externas. Além do mais, quando combinada com vidros especiais, oferece conforto acústico e térmico.

Vale lembrar que, por se tratar de uma fixação de vidros em painéis especiais, é de extrema importância que a execução do projeto seja realizada com muito rigor e por equipes devidamente especializadas, pois o glazing exige cuidados aquém dos cuidados exigidos por revestimentos de paredes de vidros tradicionais, por exemplo.

Equipes especializadas verificarão as condições ideais para a colagem perfeita do vidro, como a área apropriada para colagem, condições climáticas, espaçamento físico, acondicionamento, etc.

Além do mais, vistorias são realizadas antes do início da colagem, para comprovar que o produto está em conformidade com as especificações exigidas para esse tipo de projeto. Importante frisar que uma colagem estrutural do vidro – ou até mesmo o acabamento – pode apresentar variações a cada etapa; e esse é mais um dos motivos pelo qual esse tipo de projeto deve ser avaliado por equipes especializadas.

Vale lembrar, também, que nem todos os selantes de silicones são indicados para realizar esse tipo de revestimento com vidro. Para a realização do glazing é necessário a utilização de selantes de silicones desenvolvidos especialmente para absorver e transferir toda a carga das folhas de vidros para a estrutura metálica.

O selante especial para glazing vai oferecer, dentre outras vantagens, resistência a intempéries e resistência à radiação dos raios ultravioletas, altas propriedades de resistência mecânica, facilidade de aplicação, alto desempenho em caso de alterações térmicas dos painéis de vidro, absorção dos efeitos de tremores, etc.