Dicionário do Vidro

Janela basculante

A janela basculante é amplamente utilizada em projetos da construção civil e arquitetura. Popularmente conhecido como ‘vitrô’, esse modelo de janela é subdividido em placas que giram em torno de eixo horizontais responsáveis pela abertura ou fechamento das placas. Esses eixos horizontais estão ligados a uma alavanca e funcionam através de um básculo – da onde surge a denominação desse modelo de janela.

O básculo é uma alavanca utilizada para girar um objeto longe do alcance das mãos, como pontes e janelas. A alavanca geralmente fica posicionada na lateral, é fabricada de metal ou ferro e gira apoiada em um pino. Quando o básculo da janela se abre, uma parte das placas da janela se projeta para fora, de maneira que a outra parte vai para dentro do ambiente.

A janela basculante é muito utilizada posicionada em locais altos ou com dificuldades de acesso, tendo em vista que o acionamento da alavanca (básculo) possibilita a abertura e fechamento da janela com facilidade.

A alavanca da janela basculante costuma movimentar as placas simultaneamente. Entretanto, existem modelos específicos disponíveis no mercado que tendem a satisfazer as mais diversas necessidades dos usuários.

São ótimas opções para ambientes com necessidade de entrada de ar fresco e luz natural, pois a abertura das janelas basculantes possibilita a absorção do máximo de iluminação possível, além de promover a circulação de ar.

Esses predicados faz com que esse tipo de janela seja frequentemente instalada em cozinhas, área de serviço e banheiros, pois esses ambientes exigem iluminação e circulação de ar constante.

Entretanto, outros ambientes também podem receber esse modelo de janela, como nos quartos, onde pode ser utilizado uma janela basculante de uma folha só (na parte superior), ou em ambientes corporativos, onde a iluminação e circulação de ar deve ser constante.

Vale lembrar que as placas de abertura e fechamento permitem controlar, além do fluxo do ar, a direção da entrada do ar – graças ao básculo, que oferece diversas angulações. Geralmente é composta por uma esquadria em conjunto de chapas de vidro; de maneira que as esquadrias mais utilizadas em janelas basculantes são as fabricadas em alumínio ou ferro.

As janelas basculantes de ferro são muito requisitadas, tendo em vista que esse material possui um custo x benefício atrativo. Entretanto, o uso do alumínio se popularizou na fabricação deste tipo de janela, pois além de durável, é resiste ao clima, ao tempo e não enferruja ou danifica-se com facilidade.

As placas de vidro garantem entrada de luz no ambiente até mesmo quando a janela estiver completamente fechada. Vale lembrar que, dependendo do tipo de vidro utilizado na composição, além de funcional, a janela basculante pode ganhar predicados decorativos.

Lembramos também que, caso tenha projeção superior a 25 cm em relação a fachada, a janela basculante deve utilizar vidros laminados, conforme manda as normas da ABNT.

Talvez uma de suas desvantagens esteja ligada à estanqueidade, pois o modelo estrutural da janela basculante deixa frestas e não oferece altos índices de isolamento acústico, além de permitir vazamentos.

Além do mais, é importante frisar que janelas basculantes dificultam o uso de grades de segurança ou cortinas no ambiente, já que suas placas se projetam para dentro e para fora do ambiente.