Dicionário do Vidro

Vidro laminado

No vidro laminado, a chapa é composta por duas lâminas de vidro unidas fortemente por uma película, como o PVB ou SentryGlas®. Essa combinação garante ao vidro laminado o conceito de vidro de segurança, pois consegue reduzir os riscos de acidentes causados em casos de quebra.

A NBR NM 293, da ABNT, esclarece que os vidros de segurança são aqueles que quebram de maneira segura. O processo de fabricação dos vidros de segurança faz com que, quando estilhaçado, ofereça menos riscos às pessoas próximas.

Não por acaso a utilização de vidros laminados é obrigatória para aplicações como coberturas, guarda corpos, pisos de vidro, portas e fachadas, conforme dita as normas da ABNT (NBR 7199). Além do mais, ele é frequentemente utilizado na composição de divisórias, janelas, claraboias, para-brisas de carro, vitrines, sacadas, dentre outros.

A determinação da ABNT ocorre porque a película que compõe o vidro laminado garante que os fragmentos de vidro fiquem presos a ela, mantendo o vão preservado e impedindo que os estilhaços se espalhem pelo ambiente, o que poderia causar diversos acidentes.

A chapa de vidro produz um efeito de ‘teia de aranha’ quando o impacto não é suficientemente forte para furar a placa de vidro. Importante saber que o vidro laminado só perderá a estabilidade se as duas placas de vidro se quebrar, o que é raro de acontecer em situações cotidianas.

Em todo caso, salientamos que o mercado vidreiro oferece uma opção que consegue unir as características do vidro temperado com as particularidades do vidro laminado. Nesse modelo de vidro (vidro temperado laminado) são utilizadas duas folhas de vidro temperadas – ao invés do vidro comum – unidas por uma película resistente.

Também existe outros opcionais, como a utilização de películas especiais, como o SentryGlas®, para aplicação em projetos robustos, como em estádios de futebol ou piscinas e aquários. Com películas especiais o vidro laminado pode absorver diferentes níveis de impacto, inclusive os causados por vandalismo ou pressão da água.

Para o segmento da arquitetura e decoração de interiores, o vidro laminado possui vasta utilização. Além das questões de segurança que ele promove, as placas de vidro laminado ainda podem ser combinadas com cores – inclusive as cores das películas e multilaminação, por exemplo.

Cabe salientar que, além da segurança e versatilidade, a laminação confere funções termo-acústicas à placa de vidro. A teoria parte das leis da física, que dita que quanto maior a massa (barreira), maior a atenuação do calor e do som, de modo que o conforto se dá em função da espessura do conjunto.

Além do mais, é possível combinar vidros laminados com outros vidros especiais, como os vidros de controle solar, tornando-o uma ótima opção que apresenta segurança, estética e auxilia no controle térmico dos ambientes.

Curiosidade: A técnica utilizada para laminação dos vidros foi descoberta por acaso, no ano de 1903. O químico francês Edouard Benedictus, ao derrubar um frasco de vidro que continha revestimento plástico, percebeu que o frasco de vidro quebrou, entretanto, seus estilhaços se mantiveram juntos.