Dicionário do Vidro

Vidro serigrafado

Sinônimo de vidro colorido. Atualmente, a denominação é utilizada para se referir ao vidro que é submetido a uma pintura com esmalte cerâmico solúvel em água (hidrossolúvel). Após a aplicação da tintura, a chapa de vidro é encaminhada a um forno com temperaturas elevadíssimas, que ajudará a fixar a tinta no vidro.

A camada de tinta forma um bloqueio visual, de modo que não é possível enxergar do outro lado do vidro, alçando o vidro serigrafado em uma ótima opção para bloquear raios solares e ser utilizado em janelas e vitrais, por exemplo, oferecendo predicados funcionais e estéticos, simultaneamente.

Apesar de existir outras maneiras de agregar cor a uma placa de vidro, o vidro serigrafado é o mais popular, muitas vezes sendo utilizado com sinônimo e/ou definição de toda a categoria de vidros pintados.

O vidro serigrafado é um elemento assíduo no segmento da arquitetura e construção civil, tendo em vista que pode ser utilizado com laminação e outros beneficiamentos que o elegem em uma alternativa dotada de versatilidade para composição de fachadas, sacadas, box de banheiro e coberturas, por exemplo.

Além do mais, esse tipo de vidro é frequentemente requisitado pela indústria moveleira, utilizado como tampões de mesa e decoração de móveis, por exemplo.

Tradicionalmente, a serigrafia em vidros consistia na aplicação de uma imagem ou pintura no vidro. Para a aplicação era utilizada uma tela de tecido sintético com pequenos furos, acomodada na superfície do vidro. Esse tecido recebia a tinta – que passava através dos furos – dando formas as mais diversas imagens e pinturas.

De certa forma, a serigrafia ajudou no processo de popularização do uso do vidro nos mais diversos mercados ao permitir que, com a possibilidade de receber coloração, o vidro pudesse ser experimentado (e utilizado) em inúmeros produtos e segmentos, inclusive no segmento arquitetônico.

Além do mais, tendo em vista que a chapa de vidro é submetida ao forno de têmpera, o vidro serigrafado conta com resistência elevada, tanto física como contra riscos e manchas.

Isso acontece porque, ao ser submetido a temperaturas elevadas, as moléculas do vidro se expandem em seu interior; quando a placa de vidro é retirada do forno e resfriada, a superfície da folha enrijece mais rápido que seu interior, que se mantêm expandido.

Isso gera tensão na placa de vidro, que garante, além da resistência elevada, o conceito de vidro de segurança aos vidros serigrafados a quente. Entretanto, vale lembrar que depois de ser submetido a esse processo  de têmpera o vidro serigrafado não poderá mais ser moldado ou furado.

Para casos em que o vidro precisará ser moldado depois da pintura, o mercado vidreiro oferece opções de vidro serigrafado a frio, onde as folhas de vidro podem ser cortadas ou furadas depois de pintadas. Porém, o vidro serigrafado a frio – a menos que a pintura seja aplicada em uma folha de vidro temperado – não possuirá as características distintas de resistência e segurança.

O segmento arquitetônico costuma usar o vidro serigrafado na bandeira inferior dos andares, para proteger os ambientes internos em uma altura de até 1,20 m. Também podem ser utilizados na bandeira superior para diminuir a incidência de luz.

Em edificações como shopping center e centros hospitalares, o vidro serigrafado é tendência, de modo que praticamente 80% dos novos empreendimento projetados contam com vidro serigrafado em algum de seus elementos. O objetivo é manter a iluminação natural ao mesmo tempo em que evita os reflexos e a transmissão de calor.

Também é importante frisar que o mercado vidreiro oferece placas de vidro extra-clear, que possuem grau de transparência maior e conseguem garantir a fidelidade da cor escolhida para pintar o vidro.

Vale lembrar que o vidro serigrafado pode se encaixar no conceito de material sustentável, pois conta com as características intrínsecas do vidro (baixa deterioração e possibilidade de reciclagem total) e pode ser utilizado para aperfeiçoar a eficácia elétrica, por exemplo.

Importante frisar que vidro serigrafado de boa qualidade não descasca, não apresenta diferença de tonalidade e requer baixa manutenção.

Curiosidade: A indústria do vidro também conta com sistemas de pintura no vidro a laser, que realiza desenhos em alta definição através de impressão. A cor da tinta utilizada na impressão a laser não apresenta divergência na tonalidade, inclusive com a incidência dos raios solares.

O sistema a laser tem sido amplamente utilizado em vidros serigrafados para decoração de ambientes, indústria moveleira e automobilística, além de já estar presente em peles de vidro. Geralmente os arquitetos utilizam o vidro pintado a laser para alcançar estilos diferenciados, com sofisticação e inovação aos ambientes.