Home > Artigos > Como é obtido o vidro laminado?

08.02.2022

Como é obtido o vidro laminado?

O vidro laminado é obtido a partir da união de duas ou mais chapas de vidro através de uma película de alta aderência (PVB, EVA, SentryGlas®) que fica responsável por manter todos os fragmentos de vidro presos à estrutura nos raros casos de estilhaçamento. Devido a sua configuração o vidro laminado é classificado como vidro de segurança por ser muito resistente e, em casos de acidentes, se quebrar de maneira segura aos usuários.

Vidro laminado – saiba tudo sobre

Acompanhe esse artigo e entenda detalhadamente como é obtido o vidro laminado; conheça suas variações, informações sobre como é o processo de fabricação do produto e quais as outras vantagens do vidro laminado para sua edificação – além de resistência e segurança. Entenda também porque este modelo é essencial para o segmento de arquitetura e construção civil e onde é usado o vidro laminado principalmente.

Vidro laminado o que é?

O vidro laminado é um tipo de vidro amplamente utilizado em diversos segmentos. Na arquitetura e construção o modelo é habilitado para participar de quase todas as estruturas envidraçadas; destacando que em algumas aplicações o uso de placas laminadas de vidro é obrigatório – justamente pelas características singulares do modelo. De certa forma, as vantagens do vidro laminado faz com que o modelo seja um dos tipos de vidro mais procurados no mercado.

Antes de se aprofundar sobre como é obtido o vidro laminado, é importante esclarecer que essa popularidade e ampla indicação do vidro laminado acontece devido aos benefícios que o modelo é capaz de proporcionar para as estruturas envidraçadas, pois consegue contribuir para a estética, para a durabilidade, manuseio e funcionalidade das estruturas e para a segurança para os usuários e o ambiente.

Como é feito o vidro laminado?

Mas com todos esses benefícios e vantagens, afinal de contas, como é obtido o vidro laminado? O processo de fabricação do vidro laminado consiste em unir duas ou mais placas de vidro para criar um vidro mais resistente e seguro. Para isso a indústria utiliza películas de alta aderência, sendo o PVB e o EVA os tipos mais utilizados. A montagem da placa laminada se assemelha um sanduíche, ou seja, uma chapa de vidro, uma película, outra chapa de vidro, e assim sucessivamente.

Ainda explicando como é obtido o vidro laminado, esse conjunto é encaminhado para fornos com temperaturas elevadíssimas – porém controladas – onde vão se unir e, após resfriamento completo e natural, dar vida à uma placa de vidro mais resistente (devido a junção de duas ou mais placas de vidro) e com flexibilidade elevada (devido a utilização de película plástica entre as chapas de vidro).

Como funciona o vidro laminado

A película intermediadora fica responsável por outra vantagem única do vidro laminado, ou seja, pelo fato dos vidros laminado se quebrarem de maneira segura aos usuários. Isso acontece porque a película possui alta aderência e é capaz de manter os estilhaços de vidro presos a si – e à estrutura – nos raros casos de acidente seguido de quebra do vidro laminado. Quando quebrado, o laminado se assemelha a uma teia de aranha e não espalha seus pedaços pelo ambiente.

Para complementar nosso artigo sobre como é obtido o vidro laminado, vale destacar que além do PVB e EVA o mercado oferece películas intermediadoras especiais como o SentryGlas®, que agregam mais rigidez e flexibilidade aos vidros laminados. Curiosamente, esse modelo de vidro foi descoberto por acaso, quando durante um experimento um químico deixou cair um frasco de vidro com revestimento plástico e percebeu que os fragmentos gerados não se espalharam pelo ambiente, ficando grudados na cola plástica.

Vantagens do vidro laminado para sua edificação

Continuando nosso artigo sobre como é obtido o vidro laminado, quando aplicados por profissionais experientes o vidro laminado é capaz de oferecer muito além de resistência e proteção aos usuários. Devido a sua configuração, naturalmente os vidros laminados oferecem uma barreira para frequências sonoras e raios solares. Porém, é preciso lembrar que o mercado oferece insumos especiais, como o PVB acústico, películas coloridas e até as películas que barram radiação solar, proporcionando conforto acústico e alívio térmico e detalhes decorativos únicos.

Onde utilizar o vidro laminado

Como já comentado no começo desse artigo sobre como é obtido o vidro laminado, este modelo pode participar de inúmeras aplicações envidraçadas. É importante lembrar que a ABNT define diretrizes para o uso do vidro na arquitetura, e a NBR 7199 aborda diversos parâmetros nesse sentido. Por lá é possível observar que o laminado é o tipo de vidro indicado para:

– Guarda-corpos;

– Portas, divisórias e vitrines;

– Coberturas, clarabóias e marquises;

– Fachadas inclinadas (vidros não verticais);

– Envidraçamento projetantes móveis;

– Retardamento de incêndios e arrombamentos

– Fachadas;

– Escadas, pisos, pontes de vidro, aquários, visores de zoológicos, etc.

Lembramos que a adaptação da obra às normas da ABNT é de extrema importância para a projeção de estrutura funcionais, esteticamente agradáveis e, principalmente, segura aos usuários. Em caso de dúvidas não hesite em procurar um profissional que comprovadamente saiba como é obtido o vidro laminado, seus benefícios e quando utilizá-lo.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Conheça nossa Política de Privacidade.