Home > Artigos > Tipos de vidros para fachada

17.10.2019

Tipos de vidros para fachada

Imponentes, a fachada de vidro dificilmente passa despercebida, de modo que as edificações com fachadas envidraçadas costumam ser ponto de referência e exemplos de projetos singulares, com arquitetura sustentável, esteticamente agradáveis e altamente funcionais.

Envidraçamento de fachada pode contribuir de maneira significativa para o funcionamento de prédios e outras edificações, pois com o uso do vidro correto é possível atribuir características inovadoras que transformarão a fachada de vidro em estruturas funcionais, que promovem o uso racional dos recursos naturais e são totalmente amigas da mãe natureza.

Vidros indicados para fachada

Como já mencionado, é importante saber os principais tipos de vidros indicados para fachada, a fim de extrair o máximo de suas vantagens.  Abaixo vamos listar os tipos de vidro mais utilizados em fachada e explicar como eles podem contribuir de maneira eficaz com o projeto.

– Vidro laminado e/ou vidro temperado

Os vidros de segurança mais populares na arquitetura também são indicados para compor fachadas. O vidro laminado é o mais utilizado, pois a película presente no interior da chapa mantém os estilhaços de vidro presos a ela, além de garantir que a estrutura continue fechada.

O vidro temperado, na maioria das vezes deve ser composto com laminação para compor as fachadas de vidro. Essa necessidade visa garantir a segurança de todos, pois o vidro temperado se estilhaça por completo quando quebrado; e a laminação evitaria que seus estilhaços caíssem de vários metros de altura.

– Vidro autolimpante para fachadas

Considerando que, na maioria das vezes, a fachada oferece difícil acesso, os vidros auto limpantes se tornam uma das principais alternativas para compor uma estrutura para fachada de vidro, pois seu uso anula o uso de manutenção contínua do elemento.

As características do vidro autolimpante são perfeitas para essas estruturas, pois esse modelo de vidro se aproveita dos raios do sol para decompor a matéria orgânica (poeira) presente na superfície do vidro. Para finalizar o ciclo de auto limpeza basta que o vidro seja submetido a um jato de água, como uma chuva, por exemplo.

– Vidro de controle solar

Perfeitos para compor fachadas para proteger do sol, o vidro de controle solar promove o conforto térmico e amplifica a luminosidade do ambiente, tendo em vista que este tipo de vidro diminui a passagem dos raios solares para o interior do ambiente graças a uma camada especial sobreposta na superfície do vidro.

Vale lembrar que o conforto térmico promove outras particularidades, como a promoção do bem estar e a redução da conta de energia, pois evita o uso de climatizadores de ar e de iluminação artificial, por exemplo. Tecnicamente, esse tipo de vidro garante de 50% a 80% de entrada de calor no ambiente.

– Vidro duplo para fachada

A estrutura singular dos vidros insulados (como também são conhecidos) permite a utilização de duas ou mais placas de vidro na mesma fachada, além de evitar que a poeira penetre no ambiente.

Esse cenário possibilita a combinação de características exclusivas dos inúmeros tipos de vidro indicados para fachada, criando elementos altamente eficazes, capazes de unir forças para proporcionar:

– Conforto térmico;

– Isolamento acústico;

– Efeito espelhado (fachada de vidro espelhado);

– Baixa emissividade (vidro low e);

– Fachada autolimpante;

Além do mais, para projetos inovadores, o mercado vidreiro dispõe de alguns modelos de vidros inteligentes, como o vidro fotovoltaico para fachadas e o vidro polarizado. Convém lembrar que, apesar de alguns vidros especiais apresentar um custo maior que o vidro comum, o investimento retorna em poucos anos.

Norma NBR 7199

Não podemos esquecer que existem normas para aplicação de vidros em fachadas de prédios e outras edificações. A NBR 7199, da ABNT, é o conjunto de diretrizes que regula o uso do vidro na construção civil e arquitetura. Resumidamente, ela indica que:

– Piso térreo e Primeiro pavimento

Para os pisos térreos, primeiro pavimento e vidros instalados abaixo de 1,10 m em relação ao piso devem ser utilizados vidros:

– Laminado

– Aramado

– Vidro duplo com laminado ou aramado

Quando não existir divisão de ambientes com desnível superior a 1,50 m é possível utilizar vidro temperado para fachada.

Acima de 1,10 m em relação ao piso

A NBR 7199 diz que podem ser utilizados os seguintes tipos de vidro:

– Laminado

– Aramado

– Temperado

– Vidro duplo insulado

– Float ou Impresso, desde que seja encaixilhado ou colado.

Essas normas devem ser utilizadas em todos os tipos de envidraçamento de fachadas, como por exemplo:

– Fachada com grid

– Fachada com stick

– Fachada Spider

– Sistema Unitizado

– Fachada de vidro comercial

– Fachada de vidro loja

– Vidro fachada residencial

– Fachada de vidro para varanda

O respeito às normas da ABNT é de suma importância e uma das principais razões para buscar os serviços de empresas líderes e especializadas em envidraçamento de fachadas. Atribua características únicas a seu projeto com uma fachada de vidro.