Home > Artigos > Vidro Acidato

04.06.2020

Vidro Acidato

Se você precisa de elementos para participar de um projeto singular, o vidro acidato pode se encaixar com maestria em diversas etapas da sua obra. Seja utilizado em funções estruturais ou decorativas, esse modelo de vidro oferece particularidades que o distinguem dos outros tipos de vidro, cenário que pode auxiliar o arquiteto a imprimir uma assinatura única ao seu projeto.

Na arquitetura e construção civil o vidro acidato merece uma atenção especial. Podem ser requisitados sempre que o usuário quiser aperfeiçoar a privacidade do local sem perder uma passagem de luz natural para os ambientes, pois sua superfície fosca impede a visibilidade total através da placa de vidro, mas não impede a entrada de luz.

– O que é e como é feito o vidro acidato?

Trata-se de um modelo de vidro que foi submetido a um tratamento com ácidos, processo que traz opacidade para a superfície da chapa de vidro. O tom fosco da chapa bloqueia parcialmente a visão através dele ao mesmo tempo em que permite passagem de luz para o local.

Durante sua fabricação, o vidro comum recebe um banho de ácido fluorídrico por toda a sua superfície, trazendo opacidade para o vidro. Além do mais, o ácido impede o acúmulo de gordura, por exemplo, além de deixar o vidro imune às manchas. No final do processo de produção temos um vidro de superfície aveludada, um efeito muito bem quisto pelos clientes, pois agrada visualmente, ao toque e se encaixa perfeitamente em diversos tipos de decoração.

Na aparência esse tipo de vidro se assemelha – e muito – com o vidro jateado, que também é fosco e suave. Entretanto, o vidro jateado é texturizado com o auxílio de partículas de areia, ação que forma minúsculas texturas suscetíveis ao acúmulo de sujeira com o decorrer dos anos, situação que não ocorre quando a textura é obtida a partir do ácido.

– Vidro acidato características

As características deste tipo de vidro o habilitam a participar de inúmeros projetos. Veja abaixo alguns destaques:

– Você possivelmente já deve ter visto um exemplar de vidro acidato compondo armários ou geladeiras, cumprindo o papel de prateleiras.

– Na arquitetura e construção civil é frequentemente escolhido para revestir paredes, compor portas, janelas, divisórias de vidro, fachadas envidraçadas e box de banheiro.

– O banho de ácido fluorídrico impede a formação de manchas causadas por gordura, inclusive aquelas resultantes do toque das mãos no vidro.

– As semelhanças entre o vidro acidato e o jateado ficam apenas no aspecto visual. Na textura e no toque ambos os vidros são totalmente diferentes.

– Devido ao banho de ácido, este modelo oferece maior facilidade de limpeza e manutenção, tendo em vista que não possui textura ‘furadinha’, como os vidros jateados;

– Pode receber beneficiamentos como borda bisotada, ser curvado, cortado, além de poder ser temperado ou laminado.

– Além do vidro acidato incolor, o mercado vidreiro disponibiliza vidro acidato bronze, vidro acidato cinza, vidro acidato branco, vidro acidato fumê, etc;

– Vantagens do vidro acidato

Abaixo listamos algumas das principais vantagens e benefícios do vidro acidato:

– O modelo possui acabamento distinto, qualidade que o habilita a participar de composições decorativas;

– Naturalmente, esse modelo de vidro é resistente, durável e de fácil limpeza.

– Como já comentado, este modelo pode receber beneficiamentos, como tempera e laminação, bordas ornamentadas, etc.

– Dependendo da tecnologia utilizada na sua fabricação é possível alcançar vidros acidatos com diferentes níveis de opacidade.

– Devido ao banho de ácido, o vidro acidato não mancha quando manuseado;

– É perfeito para ser utilizado em ambientes que desejam harmonizar a privacidade e iluminação natural;

– Como limpar vidro acidato? O modelo é facilmente limpo com o auxílio de uma esponja, água e sabão;

– O ácido traz homogeneidade a textura e aumenta a resistência contra riscos no vidro;

– Devidos às suas características que facilitam a manutenção, o modelo é um excelente componente para revestir móveis e paredes;

– Aplicações

As características acima descritas permitem a elaboração de projetos singulares. Na arquitetura com vidros o modelo é frequentemente requisitado para participar de:

– Divisórias de ambientes;

– Portas e janelas privativas;

– Jardins de inverno;

– Box de banheiro;

– Biombos;

– Paredes e muros de vidro;

– Estantes de vidro;

– Tampos de mesa;

– Painéis decorativos;

O vidro acidato é perfeito, por exemplo, para separar a cozinha da área de serviços, pois ao mesmo tempo em que impede o acúmulo de gorduras na superfície, também não sofrerá com os danos que a umidade causa em materiais como a madeira.

Em todas essas aplicações (e suas derivações) o modelo consegue proporcionar maior privacidade aos locais, sempre ornamento os espaços. Resumidamente, o vidro acidato consegue unir características já encontradas em vidros (como funcionalidade, praticidade e beleza em uma única peça), mas de uma maneira singular.