Dicionário do Vidro

Vidro acidato ou acidado

Nome dado ao vidro que é submetido a uma solução ácida, que age diretamente na superfície do vidro de maneira totalmente controlada, possibilitando a criação de texturas especiais, desenhos, letras, estampas, etc… de modo que todo o processo pode ser manipulado artesanalmente ou através de máquinas.

Esse tipo de vidro é referência e sinônimo de elegância e sofisticação. Comumente utilizado na fabricação de divisórias e portas, o vidro acidato, por vezes, é confundido com o vidro jateado, entretanto seu acabamento é mais fino e seu efeito estético é visivelmente maior.

A confusão ocorre porque o vidro acidato apresenta-se visualmente parecido ao vidro jateado devido ao efeito opaco e semitransparente comum entre os dois tipos de vidro, entretanto, o tratamento pelo qual o vidro acidato é submetido atribui características singulares à folha de vidro.

O vidro acidato é resultado de um tratamento feito na chapa de vidro enquanto fria, usando ácido fluorídrico – único ácido capaz de tratar naturalmente uma folha de vidro. O tratamento com o acido produz um acabamento fosco, extremamente durável e que não pode ser raspado, por exemplo.

O resultado final lembra uma superfície harmônica e aveludada, com textura uniforme, de fácil limpeza e carregada de suavização.

Já o vidro jateado é texturizado a partir de pequenas partículas de areia, o que produz uma textura que facilita que a sujeira se acumule ao longo do tempo, o que definitivamente não acontece quando o vidro é submetido a um banho de ácido, por exemplo.

Outra característica que o distingue do vidro jateado está no fato de que ser mais resistente às manchas, principalmente as marcas de impressão digitais que aparecem em diversos tipos de vidro. A resistência abrange óleos e umidade, o que mantém a aparência do vidro acidato sempre lembrando gelo.

O vidro acidato, apesar de levemente fosco, permite a entrada da luz natural e proporciona visão limitada, sendo excelente recurso para manter a claridade natural sem perder privacidade no ambiente.

Além do mais, é possível alcançar diferentes níveis de opacidade através do tratamento com ácido – que pode ser feito em ambos os lados do vidro – bem com obter outros padrões, como tons e cores ilimitadas.

Esse cenário torna o vidro acidado perfeito para aplicações interiores e exteriores, como item decorativo ou componente mobiliário. No ramo de arquitetura e construção, por exemplo, pode ser utilizado como prateleiras, box de banheiro, portas e janelas, paredes de vidro; do mesmo modo em que pode ser utilizado em casas, escritórios e empreendimentos comerciais.

Também é uma ótima saída para aplicar em guarda-corpos, tendo em vista que o vidro acidato pode ser laminado e/ou temperado. São utilizados também para produzir efeito estético com acabamento curvado, bisotado, dentre outros. Todas as características do vidro acidato o transformam num tipo de vidro único, merecedor de ser levada em consideração a sua utilização em projetos arquitetônicos.