Dicionário do Vidro

Cura

 

Uma das etapas da colagem. O termo é utilizado para se referir ao processo pós secagem do material selante (cola, silicone, etc). É na etapa da cura que as propriedades adesivas do material se fortalecem e alcança sua capacidade máxima de aderência e resistência.

Vale lembrar que existe diferenças entre o processo de cura e o processo de secagem do material. A secagem do selante se dá uma etapa anterior à cura. Durante a secagem o adesivo perde a umidade, possibilitando o início do processo de cura.

O volume de umidade presente no adesivo e no material a ser colado é um fator importante para a colagem geral. Sendo assim, cada tipo de selante apresentará tempo de secagem e tempo de cura diferentes. Quanto mais umidade presente (no adesivo ou no material a ser colado), maior será o tempo de cura.

Cura da cola na madeira

A colagem de madeira é muito utilizada atualmente na construção civil e arquitetura, segmentos decorativos e nas indústrias moveleiras.

A concentração de umidade na madeira é primordial para definir o tempo de secagem e cura. Vale lembrar que a curagem se inicia com a ausência da umidade, nesse caso, seja através da evaporação ou da penetração na madeira; além de que, a maioria das colas são à base de água.

A umidade da madeira sugerida gira em torno de 7 a 10%. Além do mais, a umidade das peças das madeiras utilizadas na colagem devem estar uniformes para garantir a união com eficácia.

Cura do silicone

Atualmente, o silicone é um adesivo amplamente utilizado no setor vidreito, arquitetura, construção civil e decoração de ambientes.

É utilizado, principalmente, para realizar acabamentos em dispositivos que necessitem de vedação e impermeabilização, como o vidro insulado. A cura desse selante depende do tipo de silicone utilizado, variando entre 5 e 7 dias, geralmente.