Home > Arquitetura do Vidro > Manutenção de envidraçamento de sacadas

15.08.2019

Manutenção de envidraçamento de sacadas

Ter uma sacada envidraçada é um diferencial, tanto para proteger a residência de poeira, chuva ou vento, quanto para garantir visões privilegiadas aos moradores e visitantes. Entretanto, devido às particularidades desse tipo de estrutura, é importante se atentar para realizar a manutenção de envidraçamento de sacadas periodicamente, a fim de evitar transtornos, gastos desnecessários e, principalmente, acidentes fatais.

Manutenção de sacadas de vidros

A manutenção de envidraçamento de sacadas permite que todos os componentes funcionem corretamente sem deixar de oferecer segurança aos usuários. Acidentes com chapas de vidros, principalmente de alturas maiores – como é o caso das sacadas – podem ser fatais, e esse é um dos principais motivos pelos quais o envidraçamento de sacadas deve ser vistoriado em um prazo máximo de dois em dois anos. Esta, aliás, é uma recomendação da ABNT, em sua norma 16.259.

Vale lembrar que as manutenções são primordiais para sanar possíveis falhas de execução, problemas oriundos da instalação, deterioração de peças, vidros descolados, rolamentos desgastados, etc. Durante a vistoria de sacada envidraçada também é possível adequar a quantidade de pontos de fixação do vidro, garantindo mais segurança a todos.

Apesar de ser muito importante, nem todos os usuários se atentam para essas recomendações. Profissionais do ramo, entretanto, devem reforçar para que a realização da manutenção dos vidros da sacada não seja efetuada somente depois que algo grave acontecer.

Entenda abaixo como a falta de manutenção de envidraçamento de sacadas pode afetar a estrutura e a segurança de todos.

Como fazer manutenção na sacada de vidro

Antes de tudo, é importante lembrar que as lâminas de vidros para sacada podem ser fabricadas em diversos tamanhos (e pesos) diferentes. Isso quer dizer que é possível encontrar placas de vidro para sacadas enormes, com mais de 20 kg! A esse peso, acrescente ainda as sobrecargas do vento – que intensificam a pressão em todos os componentes da sacada envidraçada; além dos agentes naturais, como sol, chuva, etc.

Esse cenário pode interagir de forma negativa com a sacada envidraçada, resultando em pequenas adversidades, como por exemplo:

– Descolamento de vidro da sacada

Vidro descolado é um dos problemas mais comuns em sacadas envidraçadas, com possibilidade de causar ferimentos graves aos usuários. Isso ocorre, geralmente, devido ao uso de selantes de má qualidade.

Durante a manutenção de envidraçamento de sacadas, colar os vidros com colas (selantes) de qualidades certificados é essencial para garantir a segurança de todos. Também é importante lembrar que a legislação especifica os tipos de vidros a ser utilizados nos envidraçamentos de sacada (vidro laminado ou temperado laminado).

– Trilhos tortos / torcidos

Diversos fatores podem ocasionar essa adversidade. Força excessiva do vento, má utilização do sistema (como abertura errada das folhas de vidros), roldanas desgastadas, dentre outros. A guia desalinhada impede o deslizamento do vidro pelos trilhos (vidro de sacada emperrado), podendo travar a estrutura, além de fragilizar a estanqueidade do sistema.

– Roldanas desgastadas

A roldana é um dos itens mais importantes desse tipo de estrutura envidraçada, afinal de contas, suportam toda a carga dos vidros e precisam oferecer deslizamento confortável. Analisando esse cenário, é importante utilizar componentes de qualidade e trocar as roldanas sempre que realizar a manutenção do envidraçamento de sacadas, independentemente do desgaste apresentado.

A boa notícia é que todos esses pequenos problemas são facilmente corrigidos através de manutenção, seja ela preventiva ou corretiva.

Dicas de manutenção de sacadas envidraçadas

Os profissionais do ramo sabem que acidentes podem ocorrer mesmo em envidraçamentos totalmente preservados. Entretanto, a manutenção preventiva reduz significativamente as chances de falhas, se tornando a melhor solução para evitar acidentes (além dos custos serem bem menores). Por esse motivo, trouxemos mais algumas dicas de manutenção de envidraçamento de sacadas.

– Sempre optar por itens de qualidade certificada. Peças de qualidade sofrem menos desgaste, amplificando a segurança dos usuários.

– Manter a lubrificação da estrutura preservada para evitar desgaste precoce das roldanas e outros componentes;

– Substituir vedações de má qualidade por silicones flexíveis e altamente duráveis.

– Considerar cristalizar os vidros da sacada; essa ação diminui a necessidade de limpeza frequente;

– Manter a chapa guia intacta. Cortar a chapa guia por questões estéticas pode comprometer toda a estrutura, tendo em vista que ela serve de apoio para a roldana de regulagem.

– Manusear todo o sistema com delicadeza. Sempre que possível, abra a sacada em um ângulo de 90°. Essa posição garante que a estrutura fique totalmente encaixada e travada, diferentemente do que acontece com o ângulo de 45°.

– Proceder com a limpeza frequentemente. O acúmulo de matéria orgânica (poeira, folhas) pode afetar o funcionamento dos componentes. Durante a limpeza, é importante utilizar produtos indicados para evitar riscos ou manchas no vidro.

– Contratar profissionais qualificados para realizar a manutenção de envidraçamento de sacadas. Equipes especializadas são capazes de verificar se todos os componentes da sacada de vidro estão dentro da legislação.

Além do mais, lembre-se que é possível utilizar vidros de segurança com características especiais, proporcionando maior conforto térmico e proteção para móveis externos, por exemplo.

Em todo caso, sempre evite acidentes sérios! Fique atento a toda a estrutura e proceda com a manutenção de envidraçamento de sacadas periodicamente.

Veja + Arquitetura do Vidro

19.03.2020

Vantagens fachada spider glass

20.02.2020

Móveis de vidro estão em toda a parte

12.12.2019

As vantagens da piscina de vidro