Home > Artigos > Qual a diferença entre o vidro fumê e o incolor?

07.07.2022

Qual a diferença entre o vidro fumê e o incolor?

A diferença do vidro fumê e o incolor é perceptível principalmente em sua estética, porém, as propriedades e características de cada modelo oferecem funcionalidades distintas às aplicações. O vidro fumê pode ser indicado para ambientes onde há muita iluminação, a fim de diminuir e harmonizar a oferta de luz no local. Já o vidro incolor é escolha principalmente para episódios onde deseja-se ampliar a iluminação do ambiente.

Ainda falando sobre qual a diferença entre o vidro fumê e o incolor, o vidro incolor comum possui preços mais acessíveis em comparação com os vidros fumês; por outro lado, devido à sua aparência exclusiva, os vidros fumês são indicados para projetos distintos capazes de atribuir uma assinatura exclusiva aos profissionais idealizadores. Como semelhança, tanto o vidro fumê quanto o incolor podem ser utilizados nas mesmas aplicações e estão dentre as cores de vidros mais comuns utilizadas na arquitetura.

Vidro fumê o que é

Quando analisamos qual a diferença entre o vidro fumê e o incolor, percebemos que o vidro fumê se adapta com facilidade a qualquer projeto arquitetônico, sendo capaz de exercer, inclusive, contrapontos decorativos. Sua tonalidade escura e acinzentada reproduz efeitos singulares de luz e sombras, além disso, quando combinado com outros elementos decorativos e mobiliário cria cenários modernos e luxuosos sem, no entanto, alterar as principais funcionalidades e características das aplicações.

É possível ainda destacar outros fatores que ajudam a demonstrar qual a diferença entre o vidro fumê e o incolor, como por exemplo:

– Os vidros fumês podem ser encontrados em várias tonalidades, dos mais claros aos escuros.

– Quando aplicado com sabedoria conseguem destacar as cores dos móveis, texturas e outros detalhes do ambiente.

– O vidro fumê é indicado para acabamentos diferenciados e projetos singulares.

– São utilizados com frequência em ambientes executivos, proporcionando luxo, conforto e seriedade.

– Quando necessário, a tonalidade cinza do vidro fumê é capaz de diminuir a iluminação do ambiente, criando espaços visualmente confortáveis.

– Durante o dia ou sob vasta iluminação o vidro fumê fica escuro e impede a visão de quem vê de fora, em cenários escuros (como durante a noite) o fumê permite a visualização através de si.

É importante destacar, porém, que algumas qualidades presentes no vidro fumê, como diminuição da quantidade de luz que entra no espaço e oferta de privacidade visual também são possíveis de alcançar no vidro incolor – como é o caso dos vidros reflexivos, vidro de controle solar, vidros texturizados, dentre outros tipos. Em caso de dúvidas consulte um profissional especializado e que saiba qual a diferença entre o vidro fumê e o incolor.

Vantagens do vidro fumê

Abaixo listaremos algumas vantagens do vidro fumê frequentemente requisitadas pelos usuários:

– Oferta de privacidade a ambientes residenciais e empresariais;

– Redução de luz em excesso;

– Interação com diversos elementos decorativos;

– Combina facilmente com tons dourados, metálicos e terrosos

Em alguns casos o vidro fumê também é solicitado pra barrar uma parcela dos raios UV que entraria no ambiente, cenário que tende a diminuir o calor do local. Porém, é preciso reforçar que qualidades desse tipo também são possíveis de serem encontradas nos vidros incolores. Por isso é muito importante saber qual a diferença entre o vidro fumê e o incolor para então optar pelo tipo de vidro que oferecerá o melhor custo x benefício.

Onde utilizar vidro fumê

Apesar de os vidros fumê e incolor serem habilitados para participares de estruturas iguais, em alguns casos a escolha por um ou outro modelo pode oferecer funcionalidades e benefícios singulares ao ambiente. Veja abaixo onde aplicar o vidro fumê:

– Portas e janelas

– Telhados, coberturas e clarabóias

– Revestimento de paredes

– Fachadas, varandas e envidraçamento de sacadas

– Peças decorativas

– Estantes, armários e outros móveis

– Divisórias de vidro

– Prateleiras

Ainda comentando sobre qual a diferença entre o vidro fumê e o incolor, é preciso destacar que tanto um quanto outro modelo deve ser aplicado conforme as diretrizes da ABNT. Reforçamos que, independente da tonalidade ou cor, para cada aplicação existe um tipo de vidro específico, além de que a manutenção do projeto às normas regulamentadoras garante fatores estéticos e, principalmente, aqueles relacionados à funcionalidade da estrutura e segurança dos usuários.

Por isso, antes de realizar qualquer obra de arquitetura com vidros, procure por consultorias especializadas de empresas reconhecidas no segmento. Cuidado com ofertas absurdas e/ou fora da realidade, pois o uso indiscriminado do vidro pode resultar em acidentes sérios e processos judiciais. Esperamos que tenha entendido qual a diferença entre o vidro fumê e o incolor.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Conheça nossa Política de Privacidade.