Home > Artigos > Tipos de esquadrias de vidro

13.02.2020

Tipos de esquadrias de vidro

Termo técnico arquitetônico muito popular, as esquadrias são molduras capazes de acomodar as folhas e vidro de uma porta ou janela, por exemplo. A esquadria é um dos principais elementos de uma edificação, pois apresenta características funcionais – como entrada de luz, privacidade e ambientes mais arejados – e também pode satisfazer necessidades decorativas. Conheça mais sobre os tipos de esquadrias de vidro.

As esquadrias, obrigatoriamente, devem estar de acordo com as normas técnicas para prevenir acidentes e garantir o pleno funcionamento de todo o conjunto. Basicamente, ao ser utilizado no fechamento de aberturas, o elemento deve apresentar bloqueio aceitável de som, estanqueidade ao vento, água e poeira e contar com resistência ao uso.

Apesar de serem costumeiramente ligadas às portas e janelas, podemos encontrar diversos tipos de esquadrias de vidro capazes de compor outras estruturas arquitetônicas, como por exemplo:

– Cobogós;

– Divisórias de ambientes;

– Portões;

– Brises;

– Gradil;

– Sacadas;

– Fachadas;

Antes da instalação de qualquer tipo de esquadria de vidro é de suma importância que sejam realizados estudos de verificação de luz, ventilação, intempéries e área disponível. Além do mais, é importante que instalação da esquadria seja realizada de maneira cirúrgica, pois sua posição influenciará diretamente na estanqueidade do local e segurança dos usuários.

Por esses e outros motivos sempre opte pelos serviços das empresas especializadas no segmento.

Características das esquadrias

O mercado oferece diferentes tipos de esquadrias, com estéticas e características físicas diferentes. Os materiais de fabricação das esquadrias mais comuns são o ferro, alumínio, madeira e PVC.

– Esquadria de PVC: O PVC oferece facilidade de limpeza, durabilidade e leveza. Além do mais, as esquadrias de PVC funcionam como isolante natural do som e calor. Entretanto, convém lembrar que o PVC é um material mais caro e em alguns casos pode amarelar com o tempo.

– Esquadria de ferro: A esquadria de ferro é pesada e demanda de manutenção frequente, pois oxida com facilidade. Em contrapartida, são extremamente duráveis, elegantes e de preços acessíveis.

– Esquadria de alumínio: O alumínio é popular por ser resistente, não enferrujar e apresentar resistência às intempéries, inclusive maresia. A esquadria de alumínio também apresenta boa vedação ao ar e água e não enferruja. Por outro lado, pode apresentar baixo isolamento térmico e acústico.

– Esquadria de madeira: Quando fabricada com madeira apropriada, a esquadria de madeira é um excelente isolante térmico. A madeira oferece fácil manuseio e possibilidade de personalização, mas requer manutenção específica, principalmente em áreas com muita chuva e umidade.

Modelos de esquadrias

Abaixo listamos alguns tipos de esquadrias disponíveis no mercado, com um breve resumo de suas características:

– Esquadria de abrir

Um dos modelos mais populares disponíveis. Na esquadria de abrir as folhas se abrem apoiadas em dobradiças (ou pivôs), girando para dentro ou para fora dos ambientes. Esse modelo contribui para a fabricação dos modelos mais clássicos de portas e janelas.

– Esquadria de correr

Como o próprio nome faz alusão, esse tipo de esquadria permite que as folhas deslizem sobre trilhos. As folhas correm lateralmente se sobrepondo umas às outras. Nesse modelo é fundamental que os trilhos estejam alinhados para garantir o bom funcionamento de todo o conjunto. É uma alternativa para projetos de espaços integrados, pois atribui sensação de amplitude aos ambientes.

– Esquadria pivotante

Em casos de folhas muito grandes e/ou pesadas; ou em situações onde não seja possível utilizar dobradiças, a esquadria pivotante é a melhor alternativa. Nesse modelo as folhas da porta ou janela se abrem girando através de um eixo vertical (pivô) posicionado no centro ou nas extremidades da esquadria. Devido a grande abertura das folhas, oferece espaços extremamente arejados e iluminados.

– Esquadria basculante

A esquadria basculante recebe esse nome porque as folhas se abrem através de uma báscula, uma ‘ponte’ que faz com que parte da folha se projete para fora, parte para dentro. Esse tipo de abertura prioriza a ventilação e iluminação, mas não harmoniza com o uso de cortinas. Os vitrôs são os maiores exemplos de esquadrias basculante.

Para aberturas específicas o mercado conta com outros tipos de esquadrias, como:

– Esquadria maxim-Ar

– Esquadria guilhotina

– Esquadria ideal

– Esquadria sanfonada

– Esquadria de folha fixa

– Esquadria camarão

Lembre-se: Quando projetamos uma esquadria é necessário considerar diversos fatores, como as intempéries, incidência de ruídos, peso total dos elementos (como o vidro, madeira, ferragens, etc), facilidade de acionamento e outras conveniências.

Não se esqueça de conversar com profissionais especialistas e exija que esquadrias que atendam as normas técnicas da ABNT, como a NBR 10821.