Home > Notícias > Aquário rompido na Alemanha não era feito de vidro

27.01.2023

Aquário rompido na Alemanha não era feito de vidro

Na manhã da sexta-feira do dia 16 de dezembro, o aquário gigantesco nomeado como AquaDom, em Berlim, na Alemanha, se rompeu e matou mais de 1.500 peixes, além de deixar duas pessoas feridas. O AquaDom ficava no meio do hotel Radisson Blu e tinha cerca de 15 metros de altura, 11,5 metros de diâmetro e quase 1 milhão de litros de água salgada.

Inicialmente, com a divulgação do ocorrido por diversos veículos de informação ao redor do mundo, foi passado que a estrutura era feita de vidro, vindo então a sua ruptura. No entanto, com a apuração da equipe técnica da Associação Brasileira de Distribuidores e Processadores de Vidros Planos (Abravidro), foi verificado de que a informação sobre o aquário ser de vidro é falsa.

Segundo a Abravidro, as paredes do aquário AquaDom foram desenvolvidas com um tipo de acrílico especial. O acrílico, muitas vezes confundido com o vidro pela sua transparência, é um material sintético em termoplástico nobre. Além disso, o acrílico é uma peça altamente resistente a batidas, ao contrário do vidro que já tem propriedades mais delicadas.

Mesmo se fosse confeccionado com as chapas de vidro mais resistente do mercado — como a laminada ou o temperado —, ainda sim esse material poderia trincar ou rachar por completo com uma simples batida na superfície. Enquanto isso, o termoplástico acrílico é 10 vezes mais resistente a impactos do que um vidro que tenha a mesma espessura.

Outro destaque para o material acrílico é a sua facilidade em moldagem e manuseio, o que pôde ser visto na arquitetura de formato cilíndrico do aquário. O AquaDom tinha uma formação com 41 painéis, todos em acrílico da parte interna a externa.

Como ocorreu o acidente

Ainda não se sabe a motivação da explosão do aquário AquaDom, que ficava no saguão do hotel. No momento do ocorrido, havia 350 pessoas no local e segundo fontes da imprensa na região, apenas duas pessoas ficaram feridas. Os 1,5 mil peixes exóticos que habitavam o aquário morreram e muitos foram parar no meio da movimentada avenida de Berlim, junto com estilhaços da estrutura.

O acidente ocorreu por volta das 6h, bem no início do dia. Parte do prédio da rede Radisson e comércios próximos foram danificados pela ruptura do até então maior aquário do mundo. A Union Investment Real Estate, proprietária do AquaDom, indicou que as informações ainda estão sendo apuradas para descobrir o que ocasionou o rompimento.

Segundo a polícia local, mais de 200 hospedes precisaram sair do hotel e durante todo o dia o foco do trabalho ficou voltado a salvar os peixes em outros aquários não afetados no Radisson. Bombeiros, funcionários do espaço e veterinários se juntaram para resgatar aproximadamente 500 peixes de tanques menores.

Sobre o AquaDom

O AquaDom foi inaugurado no final de 2003, mas só foi aberto ao público em 2004. Ele foi classificado como o maior aquário cilíndrico do mundo e ficava posicionado no meio do hotel Radisson Blu, o qual fica situado em frente a Catedral de Berlim.

Havia mais de 2.600 espécies de animais marinhos, desde arrais, águas-vivas, cavalos-marinhos, tubarões e até mesmo o famoso peixe palhaço — espécie que ficou popular com o filme “Procurando Nemo”. No total, essas espécies têm um custo avaliado em 12,8 milhões de euros.

A obra arquitetônica, após passar por uma modernização, recebeu a integração de um elevador cilindro centralizado em sua estrutura. O elevador desenhado por Sergei Tchoban, que é arquiteto, também foi considerado uma inovação para a arquitetura moderna.

Essa atração chamou a atenção de milhares de turistas ao longo dos anos, garantindo uma experiência inesquecível para crianças e adultos.

Veja + Notícias

20.01.2024

GLASS SOUTH AMERICA 2024 ESTÁ CHEGANDO

20.12.2023

Inmetro atualiza portaria para certificação do vidro temperado

07.11.2023

Sincomavi-SP confirma webinário para novembro

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Conheça nossa Política de Privacidade.