Home > Notícias > Lembra-se da Casa Flutuante?

18.10.2019

Lembra-se da Casa Flutuante?

Casa Flutuante espanhola foi construída com vidros de controle solar a fim de garantir um projeto arquitetônico em sintonia com o meio ambiente ao mesmo tempo em que eleva o conceito de turismo experimental para outro patamar.

Medindo 74 m², a Casa Flutuante é o primeiro projeto do tipo realizado na Espanha e, conforme os idealizadores, a edificação almeja elevar os conceitos de turismo experimental para outros níveis. Batizada de ‘Punta del Mar’, a casa flutuante utiliza-se de traços arquitetônicos minimalistas e vidros de controle solar para garantir conforto e sensações únicas.

Recentemente noticiamos aqui no portal ArchGlass sobre o Teatro Flutuante da China, que encontrou no vidro apoio para garantir formas únicas para se tornar o principal monumento turístico da cidade de Yiwu.

No caso da Casa Flutuante Punta del Mar, os vidros de controle solar são responsáveis por proporcionar a integração com a natureza externa, relaxamento e sensação de bem estar para seus ilustríssimos hóspedes.

A estrutura utilizada é de vidro insulado triplo equipado com uma folha de controle solar, uma placa de vidro extra clear e um vidro laminado reforçado, para garantir a segurança geral. Os vidros foram fornecidos pela Guardian Glass, referência do setor vidreiro.

Os vidros escolhidos aperfeiçoam a eficiência energética da Casa Flutuante, o que garante seu selo de projeto amigo do meio ambiente. As placas de vidro fornecidas pela Guardian Glass fornecem 32% de fator solar e 61% de transmissão de luz natural.

Esses números representam que a Punta Del Mar tem iluminação solar abundante, porém, com alívio térmico, pois o tipo de vidro utilizado (Guardian SunGuard® SN 70/35 HT) bloqueia a maior parte do calor, garantindo que a casa flutuante ofereça excelentes índices de conforto térmico.

Além do mais, o vidro laminado (Guardian ClimaGuard® Premium2) otimiza o isolamento acústico, contribuindo para a criação de ambientes super confortáveis. Para finalizar, o vidro extra clear (Guardian ExtraClear®) agrega conforto visual por ser mais transparente, tornando a natureza ao redor mais viva e garantindo uma experiência única – e em constante mudança – aos usuários.

A casa Punta Del Mar foi desenvolvida pelo estúdio de arquitetura Mano de Santo e o KM Zero Open Innovation Hub. O arquiteto Francesc de Paula García, do estúdio Mano de Santo, comentou sobre a importância do vidro para garantir particularidades distintas a esta edificação inédita em terras espanholas.

“A importância do vidro, assim como de todos os outros materiais que escolhemos, tem sido essencial para uma conexão total com o entorno. O vidro, em particular, deve ter um desempenho em termos de transparência que permita isso (além do isolamento), assim como assegurar vãos de grandes dimensões para resolver também a questão do conforto. 

A isto junta-se o fato do vidro utilizado na sala permitir uma experiência de 360 graus. Os hóspedes se sentem parte integrante da paisagem. É uma experiência de integração total e o vidro é fundamental para conseguir isso”, disse o arquiteto.

Sobre a escolha pelos produtos da Guardian Glass, García também foi enfático ao afirmar que as características distintas necessárias para a concepção da casa flutuante exigiam peças de vidro de alta qualidade.

“Tendo em mente as características deste projeto, onde foi necessário resolver demandas extremas, buscamos a excelência dos vidros da Guardian Glass. Além disso, o suporte técnico da empresa também foi fundamental”.

As estruturas com fechamento deslizando da casa que flutua também se destacam, pois permitem abertura máxima das portas e janelas, criando aberturas desobstruídas que aproveitam o máximo da luz do sol.

A iluminação projetada pelos arquitetos é biodinâmica, ou seja, que reproduz a luz natural de fora pra dentro. Esse cenário faz com que, na medida em que o dia avança, as luzes do local mudem de tom, sempre em harmonia com a variação da luz natural.

A Casa Flutuante espanhola possui espaço para abrigar pelo menos duas pessoas em seus dois andares projetados com arquitetura minimalista. Os hóspedes podem interagir com a casa através de um aplicativo que permite controlar a iluminação, som, nível de segurança e as fragrâncias dos ambientes.

No primeiro andar o visitante encontrará uma cabine com banheiro e terraço privado cumprindo o papel de extensão do espaço interior, medindo juntos 40 m².  No segundo andar, destinado ao relaxamento, possui um dech de chill-out.

Veja + Notícias

01.05.2020

Arquitetura sustentável em evolução

17.04.2020

Arquitetura em vidro e a saúde

03.04.2020

Inovações do vidro no Brasil