Home > Notícias > Rio de Janeiro é considerada a capital da arquitetura

22.01.2019

Rio de Janeiro é considerada a capital da arquitetura

A arquitetura moderna da cidade do Rio de Janeiro foi agraciada com o título de Capital Mundial da Arquitetura em janeiro de 2019.

A honraria começou a ser distribuída a partir de uma parceria estabelecida entre a Unesco e a UIA – União Internacional dos Arquitetos; e o Rio de Janeiro recebeu o primeiro título distribuído até então. Vale lembrar que no ano de 2012 o Rio de Janeiro já havia recebido o título de patrimônio cultural mundial na categoria de paisagem urbana, também concedido pela UNESCO.

A Capital Mundial da Arquitetura

De fato, o Rio de Janeiro continua lindo.  A cidade recebeu, no último dia 18 de janeiro, o título de capital mundial da Arquitetura, concedido pela UNESCO – Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura. O evento de entrega do título ocorreu na sede da UNESCO, situada em Paris, e possui ligação com o Congresso Mundial de Arquitetos, previsto para ocorrer entre os dias 19 e 26 de julho de 2.020 no Rio de Janeiro.

Na cerimônia estavam presentes diversas figuras públicas, como Verena Andreatta (Secretária de Urbanismo, Infraestrutura e Habitação do Rio de Janeiro), Ernesto Ottoneo (subdiretor de Cultura da UNESCO), Thomas Vonier (presidente da UIA), Nivaldo Andrade (presidente do Instituto dos Arquitetos do Brasil, o IAB) e Sérgio Magalhães (presidente do Comitê Executivo do Congresso Mundial de Arquitetos UIA 2020 Rio).

Importante ressaltar que a cidade do Rio concorreu com outras cidades tradicionais e reconhecidas pela sua arquitetura urbana, como as cidades de Melbourne, na Austrália, e a própria Paris, na França, onde ocorreu o evento de entrega da honraria. Ao vencer a disputa, o Rio de Janeiro assume a responsabilidade de dialogar sobre temas ligados a sustentabilidade e urbanismo, além de ficar encarregado da organização do Congresso Mundial da União Internacional dos Arquitetos.

“A iniciativa Capital Mundial da Arquitetura ressalta o compromisso comum da UNESCO e da UIA de preservar o patrimônio arquitetônico no contexto urbano”, comentou o diretor-geral adjunto para o portal da entidade. “Por meio da variedade e qualidade de suas atividades, a Capital Mundial da Arquitetura no Rio de Janeiro demonstrará o papel crucial da arquitetura e da cultura no desenvolvimento urbano sustentável”.

Vale lembrar que o Congresso Mundial de Arquitetura – UIA é o maior e mais importante fórum internacional de arquitetura. O encontro, que é realizado desde o ano de 1948, chega em 2.020 em sua 27ª edição e é a primeira vez que vai tomar as ruas da cidade sede, oferecendo atividades e exposições localizadas em regiões de grande valor arquitetônico. Na próxima edição, o tema do congresso será ‘Todos os mundos. Um só mundo. Arquitetura 21’.

A conquista do título se apoia na diversidade e nos dilemas urbanos que a cidade do Rio apresenta, indicados como merecedores de estudos com soluções possíveis de serem aplicadas tanto na própria cidade como em outros grandes centros urbanos.

Ao ser a primeira Capital Mundial da Arquitetura, o Rio de Janeiro se transformará, automaticamente, em um grande fórum internacional voltado para debates nas áreas arquitetônicas e urbanísticas, patrimoniais e culturais. Uma bela oportunidade para discutir a realidade urbana e toda a sua diversificação. A estimativa é que mais de 25 mil estudantes e profissionais da área visitem a cidade do Rio durante a realização do congresso.

Veja + Notícias

18.09.2020

Tijolos de vidro, uma moda que não acabou

11.09.2020

Vidro é destaque em casa litorânea

21.08.2020

Guarujá ganha mirante com piso de vidro