Home > Notícias > Tijolos de vidro, uma moda que não acabou

18.09.2020

Tijolos de vidro, uma moda que não acabou

Alternativa funcional para projetos diferenciados, o tijolo de vidro viveu seu auge no final dos anos 70, entretanto, seus benefícios nunca saíram de moda! Também reconhecido como bloco de vidro, os modelos são indicados especialmente para ambientes que desejam harmonizar entrada de luz, privacidade e muita elegância. Além disso, os tijolos de vidro são capazes de aperfeiçoar o isolamento acústico do local e podem ser fabricados com efeitos estéticos e diferentes níveis de transparência.

Bloco de vidro

Os tijolos de vidro voltaram a ficar em evidência na arquitetura contemporânea, principalmente após o avanço da tecnologia do vidro. Os primeiros blocos de vidro utilizados idealizados para arquitetura eram considerados não resistentes e duráveis, tendo em vista que eram fabricados com técnica de vidro soprado. Nessa época, o bloco de vidro era mais utilizado na construção de estufas e também como elemento de preenchimento das edificações.

Esse cenário fez com que os blocos de vidro fossem considerados materiais de baixa qualidade por muitos anos, até receber uma nova configuração – como a que conhecemos hoje – e passar a compor projetos capazes de imprimir uma assinatura singular.  Atualmente o tijolo de vidro é concebido através da junção de duas partes de vidro para formar um bloco único com o centro oco. Essa configuração é única e, além de facilitar a iluminação e garantir privacidade, ainda auxilia no isolamento de sons e de energia.

Atualmente, os profissionais da arquitetura e construção civil preferem os tijolos em vidro por inúmeras razões, como a versatilidade e valor estético. O tijolo feito de vidro é singular em diversos aspectos, o que faz com que o ambiente que receba esses elementos ganhe características estéticas e predicados funcionais capazes de aperfeiçoar o ambiente por completo – seja um ambiente do universo residencial ou corporativo.

Tijolo de vidro qual a medida?

O bloco de vidro geralmente tem entre 05 e 08 cm de espessura, mas a tecnologia atual permite a fabricação de blocos com variedade de tamanho, cores, formas (inclusive formas não tradicionais) e diferentes níveis de transparência. Esse cenário talvez explique porque a moda dos tijolos de vidro nunca acabou.

Além disso, é preciso frisar que o vidro, há muito tempo, deixou de ser um material frágil, cenário que habilita o bloco de vidro a participar de elementos estruturais como:

– Paredes

– Divisórias

– Muros

– Janelas

– Fachadas

– Varandas

No cotidiano do segmento, é comum os profissionais receberem pedidos de orçamentos para aplicação de:

– Tijolo de vidro no banheiro

– Tijolo de vidro na sala

– Tijolo de vidro na cozinha

– Tijolo de vidro área externa

Todos os ambientes tendem a ganhar com a moda dos tijolos de vidro. Devido as características da matéria prima, o bloco de vidro pode ser utilizado para organizar o ambiente e/ou trazer iluminação para o local. Além disso, para elaborar projetos únicos capazes de agradar até o mais exigente dos clientes, é possível adicionar pastilhas ou esmaltes ao tijolo de vidro, o que amplifica seu leque de aplicação e suas características decorativas.

Veja + Notícias

16.10.2020

A Importância do selo eureciclo

02.10.2020

Cúpula de vidro compõe museu dedicado ao cinema

18.09.2020

Tijolos de vidro, uma moda que não acabou