Home > Artigos > Onde é usado o vidro laminado

24.08.2021

Onde é usado o vidro laminado

Onde é usado o vidro laminado? – Classificado como vidro de segurança, o vidro laminado é usado sempre que o usuário deseja ampliar as características de proteção de uma estrutura envidraçada ou quando indicado pelas normas técnicas da ABNT – exigência para diversas aplicações. Por esses motivos os vidros laminados são recomendados para fachadas, pisos, escadas e coberturas, visores para piscinas, box de banheiro, portas, janelas e divisórias de ambientes, dentre outros. Entenda mais sobre onde é usado o vidro laminado: como é feito e suas vantagens no texto abaixo.

Vidro laminado o que é

Os vidros laminados podem ser considerados responsáveis pela popularização do vidro na arquitetura. Os principais benefícios e vantagens do vidro laminado gira em torno de sua resistência elevada e sobre sua capacidade de se quebrar de maneira segura para os usuários. Com fabricação específica, esses modelos são classificados pelas normas da ABNT como vidros de segurança e indicados para compor diversas estruturas, amplificando a proteção de todos os usuários.

Os vidros laminados oferecem mais resistência e proteção devido à sua composição, que conta com placas de vidros unidas por películas especiais de PVB ou EVA. Todo esse conjunto agrega rigidez ao modelo; além disso, a película fica responsável por manter o vidro suspenso na estrutura em casos de estilhaçamento, preservando o vão fechado e instransponível até a manutenção, impedindo pedaços de vidros soltos e outros acidentes graves. Entender essas características auxilia a compreender onde é usado o vidro laminado.

Como é feito o vidro laminado?

O vidro laminado é feito a partir de duas ou mais placas de vidros unidas através de camadas interlayer de PVB (Polivinil Butiral) ou EVA (Etileno Vinil Acetato). A fabricação dos vidros laminados consiste na submissão desse ‘sanduíche’ de vidros e película especial à fornos quentes, onde o calor e a pressão unirá todo o conjunto para formar uma única chapa. Todo o processo é realizado em uma sala bem vedada, com temperatura e umidade adequadamente controladas.

Estabelecer um controle preciso da umidade e temperatura garantem placas de maior qualidade e em conformidade com as exigências das normas da ABNT. É preciso destacar ainda que o modelo pode receber outras tecnologias paralelamente, cenário que traz mais benefícios e amplifica os lugares onde é usado o vidro laminado. Abaixo algumas tecnologias que podem ser atribuídas juntamente com a laminação do vidro:

– Proteção solar (vidros de conforto térmico)

– Bloqueio acústico (vidros acústicos)

– Vidros autolimpantes

– Vidros com cores diversas

– Unidades insuladas (vidro duplo)

– Películas estruturais

Devido à característica da estrutura, os vidros duplos amplificam ainda mais as combinações possíveis de serem realizadas. Já as películas estruturais – como o SentryGlas® – trazem mais rigidez e flexão ao vidro e por esse motivo são indicadas para aplicações que exigirão o máximo de resistência do elemento, como é o caso de locais que sofrem com terremotos, explosões e guerras; ou aplicações distintas como visores de zoológicos, piscinas de vidro, passarelas e pontes de vidro, dentre outros.

Quando usar vidro laminado?

Considerando as características e as vantagens dos vidros laminados, o modelo é indicado sempre que a estrutura envidraçada exigir maior resistência da placa de vidro; e essa necessidade pode vir dos próprios usuários – que desejam atribuir segurança e resistência aos ambientes – ou, principalmente, quando as normas da ABNT exigirem.

Algumas aplicações possuem a necessidade de serem compostas por vidros de segurança e, em alguns casos, especificamente por vidros laminados ou aramados. Isso acontece porque, além de resistência elevada, o modelo não espalha seus estilhaços de vidro quando a placa é quebrada, mantendo o vão fechado e intransponível – característica primordial para estruturas como telhado, muros, coberturas, dentre outros.

A NBR ABNT 7199 é a norma que estabelece as diretrizes para aplicação do vidro na arquitetura e construção civil e, consequentemente, define quando usar vidros laminados. Para dar exemplos, abaixo segue uma lista superficial dos lugares onde é usado o vidro laminado:

– Coberturas, marquises, claraboias e fachadas;

– Guarda-corpos

– Portas e vitrines

Divisórias

– Fachadas

– Pisos, escadas, aquários e piscinas

É importante salientar que esse resumo não substitui a leitura e estudo das normas para saber onde é usado o vidro laminado. Isso acontece porque existem padrões e exceções que precisam ser respeitados para garantir que uma aplicação envidraçada harmonize suas características estéticas, funcionais e de proteção. Lembramos que para cada uso existe um tipo de vidro específico, além de que o uso do vidro errado pode comprometer todo o trabalho e a segurança dos usuários.

A melhor alternativa é procurar os serviços de profissionais especializados e empresas que se comprometam em manter todo o projeto de arquitetura com vidros dentro das normas da ABNT. Profissionais qualificados sabem onde é usado o vidro laminado, possuem capacidade técnica para indicar a melhor tecnologia a ser aplicada, estrutura de primeira linha e são capazes de alinhar os desejos dos clientes com as exigências das normas da ABNT!

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Conheça nossa Política de Privacidade.