Home > Artigos > Porque o vidro incolor é verde?

23.11.2021

Porque o vidro incolor é verde?

O vidro incolor comum possui tom esverdeado pois carrega uma quantidade de óxido de ferro em sua composição. Os óxidos de metais são elementos que quando presentes na massa vítrea trazem colorações variadas às placas de vidro. Neste caso, o óxido de ferro faz com que o vidro, apesar da transparência cristalina, apresente suas bordas levemente esverdeadas. Vale lembrar que já existem modelos de vidro sem a borda esverdeada, como o vidro extra clear. Entenda melhor porque o vidro incolor é verde nesse artigo.

Porque o vidro fica verde?

O vidro fica verde devido aos seus componentes, como o já comentado óxido de ferro e outros elementos como o cobre e o cromo. Os óxidos de metais conseguem interagir com a coloração final da massa do vidro. O óxido de ouro, por exemplo, oferece tons avermelhados, enquanto que o óxido de titânio produz tonalidade branca. Da mesma forma, o óxido de ferro é comum na composição do vidro e explica porque o vidro incolor é verde.

As bordas esverdeadas do vidro comum, funcionalmente, não interferem ou representam empecilhos, pois como já dito, a placa continua apresentando alto grau cristalino e preserva sua transparência elevada. Porém, alguns projetos decorativos exigem o mínimo de interferência visual, e a borda esverdeada pode oferecer obstáculos nesse sentido. Para esses casos o vidro extra clear é a alternativa ideal.

Porém, é preciso destacar que os elementos que fazem a borda do vidro ficar verde também são responsáveis por propriedades distintas, pois, dentre outros fatores, criam uma barreira para parte do calor solar. Dentre os vidros com tonalidades, o vidro incolor – com bordas verdes – é o que oferece maior eficiência quando o assunto é filtrar parte da radiação do sol pra evitar ambientes extremamente quentes.

Ainda comentando sobre porque o vidro incolor é verde, é importante reforçar que a tonalidade esverdeada nas bordas não anula as principais vantagens do vidro na arquitetura, como a utilização do elemento para integração de ambientes, valorização do imóvel, decoração e outros nichos frequentemente requisitados na arquitetura com vidros. Isso quer dizer que o vidro com bordas verdes podem ser aplicado em:

– Janelas

– Portas

– Muros e divisórias de vidro

– Coberturas e telhados

– Envidraçamento de sacadas

– Fachadas

É importante saber porque o vidro incolor é verde, porém, também é interessante conhecer as alternativas oferecidas para os casos onde o modelo não é indicado. Reforçamos que é possível a criação de chapas de vidro com menor teor de óxido de ferro em sua composição (e consequentemente, sem as bordas esverdeadas, como é o caso do vidro extra clear), porém essa técnica exige maiores investimentos e oferece um produto final mais caro.

Um profissional habilitado é capaz de identificar suas necessidades e harmonizá-las com os modelos de vidros disponíveis no mercado. Lembre-se que para cada aplicação existe um tipo de vidro específico e a regulamentação vem através das normas da ABNT, em suas diretrizes como a NBR 7199 e outros. Portanto, se você ainda tem dúvidas do porque o vidro incolor é verde e se isso poderia trazer prejuízos ao seu projeto, consulte um profissional da indústria vidreira.

Sendo assim, conheça as características e vantagens do vidro extra-clear, que não possui as bordas esverdeadas e, dessa forma, pode oferecer detalhes estéticos impossíveis de serem alcançados nos vidros comuns (bordas verdes).

Conheça o vidro extra clear

Para finalizar nosso artigo sobre porque o vidro incolor é verde, vamos comentar um pouco mais sobre o vidro extra clear, uma alternativa para aplicação em projetos onde a borda esverdeada do vidro não é bem-vinda. Devido ao baixo teor de óxido de ferro em sua composição, o modelo extra clear oferece uma transparência singular devido à ausência da tonalidade verde em suas bordas, sendo indicado para arquiteturas requintadas e projetos especiais.

O vidro extra-clear é muito requisitado em decorações distintas, que precisam das vantagens que somente o vidro pode oferecer – como alta transmissão de luz – porém, sem a interferência de outros elementos para manter as cores reais do ambiente. Sendo assim, apesar de mais caro, o vidro extra clear consegue agregar valores inestimáveis e trazer uma assinatura única para qualquer projeto.

FAQ – Perguntas e Respostas

– Qual a cor de vidro mais usada?

Além do transparente, as cores de vidro mais usadas são: fumê, verde e azul. Para alcançar propriedades privativas o usuário pode optar ainda pelos vidros impressos, que dificultam a visão através de si sem bloquear a transmissão de luz no ambiente.

– Qual a cor de vidro mais cara?

Geralmente, os vidros coloridos na massa tendem a ser mais caros. O vidro fumê, por exemplo, custam em média 25% mais caro que um vidro comum. Entretanto, esse cenário pode mudar dependendo da demanda e região.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Conheça nossa Política de Privacidade.