Home > Notícias > O vidro e a Arquitetura Sustentável

07.08.2019

O vidro e a Arquitetura Sustentável

Basta um olhar rápido ao nosso redor para perceber a arquitetura. Presente em cada prédio, em cada casa ou empreendimento, ela tem uma relação íntima com o mundo ao nosso redor, e não por acaso a arquitetura é sinônimo da intervenção humana no meio ambiente.

O conceito de civilização permitiu avanços impressionantes à humanidade; mas junto com esses avanços se esconde um verdadeiro perigo. Ironicamente, a capacidade do ser humano para construir está diretamente ligada à capacidade de destruir; e o crescimento descontrolado das cidades resultou em alguns malefícios para o meio ambiente que precisam ser corrigidos. É nesse ponto que a arquitetura sustentável exerce um papel fundamental.

Arquitetura Sustentável no Mundo

Você sabe o que significa arquitetura sustentável? Teoricamente, a sustentabilidade arquitetônica tem como objetivo, justamente, reduzir os impactos causados pela intervenção da arquitetura convencional no meio ambiente.

Essas preocupações vão desde as fases iniciais, como a escolha do local do terreno, como será feita a captação da água da chuva, qual será a eficiência energética do edifício. Pra se ter uma idéia, estima-se que mais de 25% dos materiais utilizados na construção civil tradicional são perdidos. Isso quer dizer que, grosso modo, a cada 04 prédios produzidos, 01 é inutilizado.

A arquitetura não sustentável não é mais viável. A construção de uma edificação, seja residências, condomínios, indústrias, shoppings, gastam muito, destroem florestas e rios, tudo sem critério, com o intuito de dar uma moradia ao homem na sociedade.

Essa é uma necessidade histórica que foi reforçada durante o processo da Revolução Industrial, período que gerou um grande déficit habitacional e conduziu a uma série de necessidades, com as relacionadas ao saneamento básico, transporte e claro, a moradia.

Entretanto, o mundo vive um dilema, tendo em vista que as cidades nunca param de crescer. Estima-se que a construção civil seja responsável por 50% do impacto ambiental mundial e por mais da metade da energia utilizada pelas cidades. A solução é partir para idéias criativas, e a arquitetura sustentável é uma das principais soluções para o desperdício na construção civil.

 Sustentabilidade do vidro e se uso como aliado na arquitetura sustentável

A arquitetura sustentável é um processo em permanente evolução. Um prédio sustentável preza por alguns fatores primordiais, como conforto térmico, atenuação acústica, facilitação de iluminação natural e uso de materiais amigos do meio ambiente durante sua construção, como reciclados e vidros.

Essas características garantem que o impacto da edificação no meio ambiente seja o menor possível ao mesmo tempo em que sua eficiência energética – ao longo da vida – seja a mais eficaz possível.  Garantir essas qualidades à um projeto é essencial para ele obter um ‘selo verde’. Vale lembrar que o vidro é um material sustentável desde sua produção, tendo em vista que é 100% reciclável.

O vidro consegue suprir todas as necessidades citadas acima, demonstrando-se ser uma ideia moderna que oferece uma nova visão para arquitetura, sem esquecer-se do eco sistema. Em conjunto com outros fatores, o vidro consegue eliminar o uso do ar condicionado em um prédio, por exemplo, além de interagir com uma série de outros fatores que influencia grandemente na eficiência energética de uma edificação.

Arquitetura Sustentável com vidros

O setor de construção civil brasileiro tem respondido rapidamente a diversas demandas e desenvolvido várias tecnologias voltadas para construção sustentável, viabilizando a redução dos custos da construção sustentável no Brasil. Veja abaixo algumas contribuições significativas:

– Vidro de baixa emissividade (low-e).

Placas de vidro que filtram os raios solares, ampliando o controle da transferência de temperaturas entre os ambientes, sem impedir, no entanto, a transferência de transmissão luminosa. Tecnicamente, quando os raios solares atingem o vidro low e, o espectro solar é absorvido e irradiado pela superfície do vidro.

– Vidro de Controle Solar

Nesse modelo, a placa de vidro tem a capacidade de reduzir a passagem de raios solares para o interior dos ambientes. A filtragem da luz solar vem por meio da reflexão da radiação. São ideais para barrar as ondas de calor sem bloquear a iluminação natural.

O melhor modelo de vidro de controle solar dependerá da análise de alguns fatores, como o desempenho térmico e luminoso desejado, medidas da área a ser envidraçada, dentre outros.

– Vidros auto limpantes

Esses vidros possuem a capacidade de eliminar automaticamente a camada de sujeira e resíduos que se instalam em sua superfície devido a uma película especial que age quebrando as moléculas orgânicas, eliminando a poeira.

A película interage com a luz do sol, que resulta em reações químicas que desintegram todas as moléculas a base de carbono grudada na superfície do vidro. Para completar o processo de limpeza automática, é preciso que a superfície do vidro seja submetida a um jato de água, como a chuva.

Benefícios do vidro para a arquitetura sustentável.

Abaixo podemos observar alguns dos maiores benefícios da arquitetura sustentável e como o vidro pode contribuir:

– Redução do consumo de água de até 50%.

Os vidros autolimpantes para compor fachadas de prédio, por exemplo, conseguem eliminar a poeira utilizando raios solares e a água da chuva.

– Redução de energia elétrica, em média de 30%.

Um bom projeto se apoia no uso do vidro para alcançar eficiência energética. O vidro permite iluminação natural e auxilia no conforto térmico (vidros de proteção solar e vidros de baixa emissividade), diminuindo o uso de luzes artificiais e climatizadores de ar.

Ainda, quando observado do ponto de vista do mercado, é possível constatar:

– Conforto acústico. Opções como laminação e vidro duplos conseguem barrar a passagem de som. O conforto acústico eleva o bem estar das pessoas.

– Redução de resíduos gerados durante a operação. Isso significa menor desperdício de materiais.

– Maior velocidade de venda de empreendimentos sustentáveis;

– Maior valorização de venda;

– Redução do custo de operação (10%), quando comparado a um empreendimento convencional.

O Brasil é o quarto país do mundo em obras ecologicamente eficientes; e o vidro está presente em praticamente todas elas. Não por acaso a indústria do vidro enxerga esses produtos como os principais aliados das construções sustentáveis.

Edificações projetadas com vidro conseguem unir beleza arquitetônica e estética singular com funcionalidades amigas do meio ambiente, como isolamento térmico, ampla iluminação natural e conforto acústico. Vale lembrar que essas características também são bem vindas pelos consumidores, o que, como já comentado, eleva o valor de mercado dos imóveis sustentáveis.

Outra característica importante é o fato do vidro apresentar deterioração que beira a zero, o que aumenta o tempo de vida útil dos elementos e, consequentemente, de toda edificação. Não por acaso o vidro é o material do futuro.

Ainda, há de se lembrar que a iluminação natural que o vidro proporciona aos ambientes possibilita integração de espaços e harmonização de todo o conjunto arquitetônico, interno e externo. É a junção do super útil ao meio ambiente ao agradável aos olhos.

Veja + Notícias

11.09.2020

Vidro é destaque em casa litorânea

21.08.2020

Guarujá ganha mirante com piso de vidro

14.08.2020

Vidro é utilizado em esfera projetada por Oscar Niemeyer