Home > Arquitetura do Vidro > Espelhos na arquitetura

03.10.2019

Espelhos na arquitetura

Não importa o modelo ou tamanho, todo mundo tem – e precisa – de um espelho em casa. Mas além de indispensável para o nosso dia a dia, o espelho tem sido uma carta na manga dos arquitetos e decoradores, pois decoram com funcionalidade ao conseguirem aperfeiçoar a iluminação, ampliar o espaço (visualmente falando) com muita estética e inovação.

Atualmente, os espelhos oferecem diversas vantagens e benefícios capazes de anular inúmeras exigências da arquitetura moderna. O uso de espelhos na arquitetura é comum porque o elemento consegue aliar diversas vantagens para os profissionais do segmento. Veja abaixo alguns exemplos:

Espelhos ampliam os ambientes

Quando instalados nos locais corretos, o espelho pode trazer a sensação de que o espaço está mais amplo. Se for do desejo do cliente, é possível alcançar a impressão de que o ambiente tem o dobro de tamanho!

Não por acaso os espelhos são frequentemente instalados em hall de entrada, elevadores, cômodos pequenos, lojas, etc, pois trazem a sensação de que não existem barreiras no local.

Espelhos iluminam os ambientes

A capacidade de refletir dos espelhos é a responsável por propagar os raios de luz de um determinado local, levando a iluminação para outras partes de um espaço. Para aproveitar o máximo dessa qualidade, especialistas do segmento orientam acomodar um espelho de frente para uma janela ou porta.

Essa situação, além iluminar o ambiente, pode trazer visões singulares para dentro da sua casa. Um bom exemplo são as casas com jardins, que são transportados para dentro das residências com a ajuda dos espelhos.

Espelhos escondem vigas e outras estruturas

Em casos de elementos estruturais indispensáveis é possível contornar a situação utilizando espelhos para esconder, por exemplo, vigas, colunas, muretas e até mesmo paredes inteiras. Esse cenário, além de ser altamente funcional, também proporcionará beleza e requinte para o local.

Espelhos embelezam os ambientes

Qualquer ambiente fica mais bonito e aconchegante com espelhos. Uma doa dica é instalar um espelho de qualquer modelo no alto de uma parede, levemente inclinado. A reflexão do espaço resulta em uma visão privilegiada e traz sensação de aconchego aos usuários.

Entretanto, é importante se atentar. Usar espelhos na decoração em excesso pode deixa o local com clima desconfortável e interagir negativamente com a privacidade do local. Veja abaixo outras dicas para usar os espelhos na arquitetura.

– Acomode o espelho em locais que ele não destaque ambientes inadequados ou íntimos;

– Quando o ambiente possuir pé direito alto, opte por espelho verticais. Espelhos horizontais podem ficar melhores em paredes com pé direito baixo.

– Espelhos de maior espessura são mais resistentes e/ou de boa qualidade.

– Quando instalados nos locais corretos, os espelhos podem corrigir as proporções do ambiente.

Principais espelhos usados na arquitetura e decoração

As opções de espelhos são enormes. Espelhos venezianos, com ou sem moldura, quadrados ou retangulares, espelhos lapidados, espelhos bronze, espelhos prata. Vamos conhecer um pouco sobre os principais modelos utilizados na arquitetura.

Espelho prata

O modelo de espelho mais popular do mundo. São chamados de espelhos prata devido ao fato de receber uma camada de prata na parte traseira da placa de vidro. Essa camada de prata é a responsável pela reflexão das imagens e também por impedir as manchas no vidro. Por esse motivo é importante adquirir espelhos de empresas sérias.

Espelhos prata são altamente funcionais que perfeitos para serem utilizados como complemento da decoração, pois ampliam o ambiente e possibilita melhor aproveitamento das luzes naturais.

Espelho bronze

Espelhos bronze são considerados um coringa para os arquitetos, pois são elegantes e proporcionam leveza e modernidade aos mais variados ambientes. Com relação à funcionalidade, refletem de maneira eficaz os raios de luz e o tom bronze garante uma característica única, para o segmento da arquitetura e decoração de ambientes.

Espelho fumê

Assim como o espelho bronze, o tom cinzento do espelho fumê é uma ótima alternativa para arquitetos e decoradores, inovadores ou clássicos. Esse tipo de espelho também fica bem em revestimentos de paredes e se adapta com facilidade a qualquer tipo de decoração. Em locais com luz em excesso, espelhos fumê podem ser um contraponto e diminuir a reflexão da iluminação no local.

Espelho Jateado

A técnica de jateamento do vidro consiste em atribuir desenhos no espelho.Os desenhos podem ser escolhidos pelos clientes, o que facilita o processo de utilização do espelho na decoração.

Espelho Bisotado

O acabamento bisotê cria um visual chanfrado no espelho, trazendo ares inovadores e de beleza artística aos locais. Espelhos bisotados, devido à sua delicadeza e singularidade, é indicado para ser utilizado sem molduras ou em decorações clean.

Espelho Facetado

O espelho facetado também passa por um processo que atribui características singulares ao modelo. Tecnicamente, o facetado cria uma espécie de borda visual no espelho, deixando sua aparência mais atraente. Também é indicado para ser usado sem moldura.

Espelho lapidado

A lapidação tem missões importantes no processo de fabricação do espelho. Espelhos lapidados passam por um acabamento para anular os ângulos corantes e eliminar todas as fissuras que possam ter resultado do processo de corte do vidro. Essa situação agrega tanto resistência ao espelho quanto segurança aos usuários.

Utilize espelhos na decoração e una o tradicional à inovação. Decore com inovação e funcionalidade. A escolha do modelo e cor do espelho dependerá do tamanho do efeito que você quer causar naquele ambiente, mas não se esqueça de considerar os reflexos que o espelho pode trazer para o local.

Veja + Arquitetura do Vidro

19.03.2020

Vantagens fachada spider glass

20.02.2020

Móveis de vidro estão em toda a parte

12.12.2019

As vantagens da piscina de vidro