Home > Artigos > Tipos de vidro para fachada. Qual usar?

15.08.2023

Tipos de vidro para fachada. Qual usar?

Você sabe qual o tipo de vidro para fachada é o ideal? De acordo com a norma ABNT NBR 7199 – Vidros na construção civil, de um modo geral os vidros a serem usados devem ser laminados (vidro laminado), aramados (vidro aramado) ou vidros duplos compostos pelos modelos permitidos. Essa exigência é fundamental, pois os vidros citados possuem a característica de serem mais resistentes e não deixarem o vão aberto em caso de fragmentação.

Ainda comentando sobre os tipos de vidros para fachada, qual usar, é válido lembrar que o vidro temperado, isoladamente, só poderá ser aplicado em fachadas no caso de vidros instalados ACIMA da cota de 1,10 m em relação ao piso ou, quando a fachada estiver ABAIXO da cota de 1,10 m em relação ao piso, o vidro temperado só poderá estar presente no pavimento térreo, com desnível MENOR que 1,5 m ou totalmente plano. Caso o vidro temperado possua laminação, pode ser utilizado sem distinção.

Também é importante lembrar que a técnica de laminação utiliza duas ou mais placas de vidros em sua composição. Essas placas de vidro podem possuir tecnologias ou beneficiamentos diferentes. Isso quer dizer que os vidros laminados oferecem combinações que dão vida à incontáveis possibilidades e modelos de vidro para fachada, seja no universo estético, funcional ou relacionado à segurança.

Esse amplo leque de diretrizes e condições para instalação de fachadas envidraçadas é um belo exemplo do porque esse tipo de aplicação deve ser idealizada por profissionais habilitados e qualificados. Fique atento e sempre recorra a empresas reconhecidas no segmento, pois suas equipes sabem qual o tipo de vidro para fachada usar e dessa forma existirá a certeza de que sua fachada oferecerá toda a estética, funcionalidade e segurança possível.

Tipos de vidro para fachada

Agora que já sabemos que os vidros para fachada devem ser laminados, aramados ou vidros duplos e, em casos específicos, vidro temperados, vamos entender um pouco mais sobre cada modelo.

Vidro laminado

O vidro laminado é uma das principais alternativas dentre os tipos de vidro para fachada. Isso ocorre, basicamente, devido às suas características físicas, propriedades de proteção e variedades, considerando que o modelo pode ser fabricado em diferentes configurações, como já comentado no decorrer desse artigo. Lembramos que o vidro laminado é fabricado a partir da junção de duas ou mais placas de vidro através de películas de alta aderência.

Essa composição traz diversos benefícios para a categoria – e para as fachadas de vidro laminado – considerando que a laminação agrega resistência, durabilidade e promove segurança para os raros casos de estilhaçamento, pois se ocorrer a fragmentação a película ultra aderente é capaz de manter a placa de vidro na fachada até manutenção e evitar que pedaços de vidro caiam e causem ferimentos graves.

Reforçamos que o vidro laminado pode ser fabricado com placas de vidros distintas e agregar benefícios e características distintas às fachadas envidraçadas. Como destaque citamos, por exemplo, a fachada espelhada, fachada com vidros coloridos, fachadas de vidro acústico, fachada com conforto térmico, dentre outros. Lembramos que é possível combinar características estéticas com propriedades funcionais (fachada espelhada com conforto térmico, por exemplo).

Vidro aramado

O vidro aramado é um dos tipos de vidro para fachada singulares, com características de segurança, estética e funcionais elevadas. Esse modelo contém uma malha de metal agregada à massa do vidro durante o processo de fabricação, o que confere maior resistência à impactos e capacidade de suspensão de estilhaços em casos de fragmentação, cenário que reduz os riscos de acidentes e manutenções. Essa característica é indicada para edificações altas, onde a quebra de vidro poderia ser fatal.

Vidro duplo

O vidro duplo pode oferecer diversos benefícios para as fachadas prediais, porém, a escolha do vidro deve ser feita considerando as necessidades específicas do projeto, clima local, incidência do sol, nível de ruídos, etc, bem como, as normas da ABNT e/ou outras regulamentações aplicáveis. Se especificada por equipes que sabem que tipos de vidro para fachada usar, a fachada de vidro duplo pode garantir eficiência energética, isolamento acústico, conforto térmico, estética, sustentabilidade, valorização da edificação, dentre outros.

Vidro temperado

Segundo as normas da ABNT, em sua NBR 7199, o vidro temperado pode ser utilizado em fachadas de forma isolada (sem laminação) apenas quando instalado acima da altura de 1,10 m em relação ao nível do piso. No entanto, se a fachada estiver localizada abaixo da altura de 1,10 m em relação ao piso, o vidro temperado só será permitido no térreo se houver um desnível de até 1,5 m ou se o terreno for totalmente plano. No caso de vidros temperados laminados não há restrições específicas de aplicação.

Vidro comum

E para finalizar nosso artigo sobre quais tipos de vidro para fachadas usar, a NBR 7199 dita que os vidros comuns só podem ser utilizados em fachadas em uma situação: Quando os vidros estiverem instalados ACIMA da cota de 1,10 m em relação ao piso e, ainda assim, o vidro comum deve ser encaixilhado ou colado em todo o seu perímetro.